Itália se candidata a sediar Olimpíada de 2026 em Milão e Turim

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 29 de março de 2018 as 13:14, por: CdB

A sessão de outubro do COI convidará os candidatos a se apresentarem formalmente; e a decisão final sobre a escolha da sede será tomada em setembro de 2019

Por Redação, com Reuters – de Milão/Seul:

O Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) apresentou uma proposta para sediar a Olimpíada de 2026 em Milão e Turim, informou a entidade nesta quinta-feira.

O Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) apresentou uma proposta para sediar a Olimpíada de 2026 em Milão e Turim

O Coni disse em um comunicado que escreveu uma carta de intenção ao Comitê Olímpico Internacional (COI); oferecendo as duas cidades do norte do país como sedes em potencial.

A entidade acrescentou que um estudo de viabilidade já foi realizado e; que será entregue ao novo governo da Itália quando este estiver formado; a eleição deste mês resultou em um Parlamento sem maioria.

Turim sediou a Olimpíada de Inverno sozinha em 2006.

Sião, na Suíça, e Estocolmo também expressaram interesse nos Jogos; além de cidades de Áustria, Estados Unidos e Canadá; entre outras, mas a austríaca Innsbruck abandonou a ideia depois de ser rejeitada em um referendo.

O processo de candidatura para 2026 está na chamada “fase de diálogo”; que o COI diz servir para que sedes em potencial “explorem os benefícios de se sediar uma Olimpíada”.

A sessão de outubro do COI convidará os candidatos a se apresentarem formalmente; e a decisão final sobre a escolha da sede será tomada em setembro de 2019.

Jogos de Inverno

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, viajou a Pyongyang nesta quinta-feira; relatou a agência de notícias sul-coreana Yonhap, para uma visita que ocorre após a participação da Coreia do Norte na Olimpíada de Inverno de Pyeongchang; que ajudou a melhorar as relações intercoreanas.

Bach partiu do Aeroporto Internacional de Pequim em um voo da estatal norte-coreana Air Koryo com 10 outros dirigentes do COI, informou a Yonhap.

Durante os Jogos de 9 a 25 de fevereiro, Bach disse à Reuters que faria a visita a convite de Pyongyang, como parte de um acordo entre o COI e as duas Coreias.

Atletas dos dois países marcharam sob uma bandeira unificada da península na cerimônia de abertura em Pyeongchang; e os vizinhos estão vivenciando um relaxamento significativo nas relações desde os Jogos de Inverno.

O itinerário de Bach na capital norte-coreana ainda não está claro; mas sua visita ocorre em meio a um esforço internacional de aproximação com a Coreia do Norte.

Kim Jong Un

Depois que o líder norte-coreano, Kim Jong Un, fez uma visita inesperada a Pequim nesta semana; sua primeira viagem ao exterior desde que tomou posse em 2011; seu engajamento com a comunidade internacional provocou a especulação de que ele pode tentar se reunir com outros líderes antes da cúpula com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e com o norte-americano, Donald Trump.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *