Jogos de Tóquio decidirão ‘contramedidas’ da covid-19 até final do ano

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 15 de setembro de 2020 as 11:50, por: CdB

Os organizadores estão avançando com os preparativos da Olimpíada de Tóquio e decidirão até o final do ano quais “contramedidas” são necessárias para mantê-la em segurança na era da covid-19, disse o vice-presidente do COI, John Coates, nesta terça-feira.

Por Redação, com Reuters – de Sydney/Tóquio

Os organizadores estão avançando com os preparativos da Olimpíada de Tóquio e decidirão até o final do ano quais “contramedidas” são necessárias para mantê-la em segurança na era da covid-19, disse o vice-presidente do COI, John Coates, nesta terça-feira.

Mulher com máscara de proteção em visita ao Museu Olímpico de Tóquio
Mulher com máscara de proteção em visita ao Museu Olímpico de Tóquio

O australiano Coates chefia a Comissão de Coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI) para os Jogos de Tóquio, que foram adiados para 2021 por causa da pandemia.

Coates disse a repórteres em Sydney que os organizadores estão “lançando todos os recursos necessários” nos Jogos.

– Nossa decisão no momento é ir em frente – afirmou Coates em um evento que marcou o 20º aniversário da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Sydney em 2000.

– O que estamos aguardando é decidir quais contramedidas precisamos tomar, dependendo em que estágio está a covid-19.

– A extensão das cerimônias, a extensão da participação do público, qualquer quarentena necessária quando chegarem ao Japão. Todas essas coisas. E quando chegarmos ao final do ano, faremos uma avaliação sobre quais contramedidas precisaremos aplicar – completou.

Autoridades de Tóquio têm afirmado que pretendem realizar os Jogos em 2021, mesmo que a pandemia não tenha diminuído substancialmente.

Custos mais altos na Olimpíada

O CEO da Tóquio 2020, Toshiro Muto, rejeitou números divulgados em uma publicação acadêmica na terça-feira que mostrou que a Olimpíada de Tóquio deverá ser a mais cara da história, antes mesmo dos custos adicionais decorrentes do adiamento do evento.

Os Jogos de Tóquio foram adiados para o próximo ano por causa da pandemia global de coronavírus e, à medida que os organizadores buscam reorganizar o evento, os custos devem subir.

O Comitê Olímpico Internacional já disse que o adiamento custará cerca de US$ 800 milhões, enquanto os organizadores japoneses ainda não anunciaram qual será sua parcela na conta.

O último orçamento dado pelo comitê organizador foi de US$ 12,6 bilhões, anunciado em dezembro de 2019, meses antes do adiamento.

No entanto, um amplo estudo da Universidade de Oxford, no Reino Unido, estimou os custos dos Jogos de Tóquio em US$ 15,84 bilhões, antes mesmo do adiamento.

Em declaração após uma reunião do conselho executivo nesta terça-feira, Muto rejeitou esses números.

– Não há fundamento financeiro para os números revelados naquele relatório – disse Muto. “Não estou em posição de fazer um comentário sobre isso; estou simplesmente confuso com isso.”

O relatório de Oxford acrescentou que o adiamento resultará “em bilhões de dólares em custos adicionais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *