Jovem morre vítima de bala perdida na Zona Norte

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 17 de setembro de 2018 as 14:22, por: CdB

A DH (Delegacia de Homicídios) da Capital abriu inquérito par apurar as circunstâncias da morte

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

Homem morreu após ser atingido por uma bala perdida quando voltava de um chá de bebê, na noite de domingo. O crime aconteceu rua Francisco Portella, próximo à avenida Brasil, no bairro de Guadalupe, Zona Norte do Rio de Janeiro. Daniel Delfino, de 27 anos, foi baleado na barriga e morreu no local.

Daniel Delfino, de 27 anos, morreu após ser atingido por uma bala perdida

Familiares e amigos manifestaram nas redes sociais luto e se despediram do rapaz.

– Nunca vi ele triste ou sisudo. Estava sempre animado ou animando a todos. Passava uma energia muito boa nos ambientes que passava – escreveu um amigo.

– Era um cara que podia acontecer o que acontecesse, estava sempre com um sorriso no rosto, com alegria. Não tinha dia ruim. Era contagiante – disse outro.

Daniel era formado em jornalismo e trabalhava como analista de conteúdo em uma empresa de comunicação.

A DH (Delegacia de Homicídios) da Capital abriu inquérito par apurar as circunstâncias da morte.

Milícia na Baixada Fluminense

Oito suspeitos de integrar uma milícia na região da Baixada Fluminense foram presos no sábado durante operação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) em Itaguaí. A ação foi um desdobramento da operação Freedom, deflagrada em agosto deste ano, que investiga um grupo criminoso organizado que atua no município de Itaguaí e que tem braços na Costa Verde e Piraí.

De acordo com o Ministério Público, os detidos estavam armados e foram autuados em flagrante por organização criminosa, porte ilegal de armas de fogo, receptação e extorsão.

Foram apreendidos uma escopeta, munições diversas, uniformes de forças policiais, balaclavas, luvas, aparelhos de rádio transmissor, celulares e R$ 1.124 em espécie.

Segundo o Ministério Público, a diligência teve origem a partir do recebimento de denúncias da população local de que, após a primeira operação, no mês passado, integrantes da milícia haviam retomado a rotina de extorsão no município.

O MP informou, ainda, que o grupo criminoso operava com bases em condomínios do programa Minha Casa, Minha Vida, no bairro Chaperó, com prática de extorsões e exploração, especialmente de jogos de azar, transporte público irregular e venda de água mineral e cigarros.

A operação do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) teve apoio da Polícia Militar, que deu suporte à incursão, que ocorreu nos itinerários identificados ao longo das investigações. As diligências continuam até que os demais membros da organização criminosa sejam presos.

Forças Armadas

De acordo com as Forças Armadas, as ações destinam-se à verificação de denúncias de atividades criminosas, em particular as ligadas ao tráfico de drogas. Ao todo, estão sendo empregados 1.850 militares das Forças Armadas e 50 policiais militares, com apoio de carros blindados e helicópteros para dar proteção às equipes que avançam por terra.

Um militar do Exército ficou ferido durante a chegada das tropas federais no Complexo do Alemão. O militar foi levado às pressas para o Hospital Central do Exército (HCE), no bairro de Triagem, Zona Norte do Rio, onde está sendo socorrido. A informação foi confirmada pelo coronel Carlos Cinelli, porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), que não deu mais informações sobre o estado de saúde do militar.

Interdição

A Avenida Dom Hélder Câmara, antiga Avenida Suburbana está interditada nos dois sentidos pelas forças de segurança, porque corta o bairro do Jacarezinho e foi fechada por medida de segurança. É um dos principais eixos viários da Zona Norte. Com aproximadamente 11 km de extensão, liga o bairro de Benfica ao de Cascadura. Corta, também, os bairros do Jacarezinho, Maria da Graça, Del Castilho, Cachambi, Engenho de Dentro, Pilares, Abolição, Piedade e Quintino.

Uma das opções para os motoristas é seguir pela Avenida Marechal Rondon ou Rua Goiás e seguir pelo bairro do Méier para evitar o congestionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *