Melo encerra ATP Finals com vitória e anuncia fim da dupla com Kubot

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 19 de novembro de 2020 as 14:00, por: CdB

A vitória desta quinta-feira sobre o holandês Wesley Koolhof e o croata Nikola Mektic, por 2 sets a 1, marcou o fim da parceria de quatro temporadas entre Marcelo Melo e Lukazs Kubot.

Por Redação, com ABr – de São Paulo

A vitória desta quinta-feira sobre o holandês Wesley Koolhof e o croata Nikola Mektic, por 2 sets a 1, marcou o fim da parceria de quatro temporadas entre Marcelo Melo e Lukazs Kubot. Apesar do resultado positivo, o brasileiro e o polonês não avançaram à semifinal do ATP Finals, torneio em Londres (Inglaterra) que reúne as oito melhores duplas de 2020. Com duas derrotas nos duelos anteriores pela fase de grupos, eles já entraram em quadra sem chances de classificação.

Em quatro anos de parceria, mineiro e polonês conquistaram 15 títulos
Em quatro anos de parceria, mineiro e polonês conquistaram 15 títulos

Melo e Kubot conseguiram uma quebra de saque no quinto game e confirmaram o serviço seguinte, abrindo 4 a 2 e administrando a vantagem para fechar em 6/4. Na segunda parcial, com uma quebra para cada lado, a decisão foi no tie-break. Koolhof e Mektic abriram 5 a 1 e controlaram o jogo fazendo 7/2. No terceiro set, disputado em melhor de 10 pontos, a dupla Brasil-Polônia se manteve dois a três pontos na frente, definindo o jogo em 10/8, após uma hora e 44 minutos.

– Realmente foi um final de parceria muito emocionante. A gente teve uma história muito legal. Por isso a emoção, de os dois chorarem (no fim da partida). Isso representa o quão perto ficamos, em termos de amizade, de chegar a número um do mundo [nas duplas]. Não são todos os times que terminam, mas ficam tão próximos –  comentou o mineiro, após a partida.

Apesar da vitória desta quinta, Melo e Kubot não conseguem alcançar Koolhof e Mektic, que ganharam os dois jogos anteriores – na classificação do grupo Mike Bryan do ATP Finals. A parceria também fica atrás de quem ganhar no confronto dos alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies com o norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury, que se enfrentam ainda nesta quinta. As duas duplas acumulam um triunfo cada.

Dupla vitoriosa

A parceria entre Melo e Kubot começou para valer em 2017, mas eles já haviam atuado juntos nos dois anos anteriores, com o bicampeonato do ATP 500 de Viena (Áustria). Ao todo, eles conquistaram 15 títulos, com destaque ao de Wimbledon (Inglaterra), um dos quatro principais torneios do circuito mundial (Grand Slam), logo no primeiro ano da dupla. O brasileiro encerrou aquela temporada como primeiro do ranking de duplas da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).

Em 2020, foram duas conquistas: os ATP 500 de Acapulco (México) e novamente Viena. Eles encerram o ano, e a parceria, como a oitava melhor do mundo e empatados no sétimo lugar individual do ranking. O mineiro, de 37 anos, ainda não anunciou com quem atuará no circuito na próxima temporada.

Mais Brasil

Nesta sexta-feira, às 9h (horário de Brasília), o também mineiro Bruno Soares tem a chance de se garantir na semifinal do Finals. A parceria do brasileiro com o croata Mate Pavic encara os australianos John Peers e Michael Venus e precisa ganhar para seguir à próxima fase. A dupla tem uma vitória, na estreia, sobre o austríaco Jurgen Melzer e o francês Edouard Roger-Vasselin, e uma derrota, na quarta, para o espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *