Momento de saída do Arsenal ​não foi minha decisão, diz Wenger

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 25 de abril de 2018 as 12:10, por: CdB

O time do norte de Londres anunciou na semana passada que o francês de 68 anos deixará o clube no final da temporada, apesar de ainda ter um ano de contrato

Por Redação, com Reuters – de Londres:

O técnico do Arsenal, Arsène Wenger, disse nesta quarta-feira que o momento de sua saída do time do Campeonato Inglês depois de quase 22 anos no comando não foi uma decisão que coube a ele.

Técnico do Arsenal, Arsene Wenger

O time do norte de Londres anunciou na semana passada que o francês de 68 anos deixará o clube no final da temporada, apesar de ainda ter um ano de contrato.

– O momento realmente não foi minha decisão – disse Wenger a repórteres antes da partida de ida da semifinal da Liga Europa contra o Atlético de Madri, na quinta-feira. “Quanto ao resto, já falei a respeito”.

Wenger vinha sendo cada vez mais pressionado pelos torcedores para deixar o clube após uma sequência de resultados decepcionantes.

Liga inglesa

O Arsenal, que está em sexto na liga inglesa; ainda pode se classificar para a próxima temporada da Liga dos Campeões se conquitar a Liga Europa.

– Existe uma despedida perfeita? Não sei. Quero me sair tão bem quanto possível… este grupo de jogadores merece algo especial; e quero fazê-lo por eles e conquistá-lo com eles.

Wenger disse que continuará trabalhando no futebol depois da atual temporada; mas não especificou onde assumiria outro posto como treinador.”Honestamente, não sei o que farei. Se vou descansar um pouco? Continuarei trabalhando, isso é certeza. No momento não estou pronto para me comprometer com nada além de dar meu melhor para o Arsenal”.

Ex-técnico francês Henri Michel morre aos 70 anos

Henri Michel, ex-técnico da França que levou a seleção à conquista de uma medalha de ouro olímpica e ao terceiro lugar em uma Copa do Mundo, morreu aos 70 anos de idade, anunciou a Federação de Futebol Francesa na terça-feira.

Michel esteve a cargo do time que conquistou o ouro na Olimpíada de Los Angeles de 1984. Sob seu comando; a França chegou à semifinal do Mundial do México dois anos depois; quando perdeu para a Alemanha Ocidental por 2 a 0; mas derrotou a Bélgica por 4 a 2 na disputa pelo terceiro lugar.   

Como jogador, Michel atuou em mais de 500 partidas com o Nantes e conquistou três títulos do Campeonato Francês em uma carreira de 16 anos com o time. Ele também foi escalado 58 vezes pela seleção entre 1967 e 1980 e marcou quatro gols.

 Michel treinou outros três times que disputaram uma Copa do Mundo; os Camarões (1994), o Marrocos (1998) e a Costa do Marfim (2006).   

Seu último posto como técnico foi à frente do Quênia em 2012.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *