Narrações de futebol em inglês mostram viés racial, diz estudo

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 30 de junho de 2020 as 13:17, por: CdB

Os comentaristas de televisão elogiam jogadores com a pele mais clara como mais inteligentes e esforçados do que aqueles com a pele mais escura, mostrou um estudo da empresa dinamarquesa RunRepeat em associação com a Associação de Futebolistas Profissionais (PFA).

Por Redação, com Reuters – de Londres

Os comentaristas de televisão elogiam jogadores com a pele mais clara como mais inteligentes e esforçados do que aqueles com a pele mais escura, mostrou um estudo da empresa dinamarquesa RunRepeat em associação com a Associação de Futebolistas Profissionais (PFA).

Partida entre Newcastle United e Manchester City
Partida entre Newcastle United e Manchester City

O estudo analisou 2.073 declarações de comentaristas de língua inglesa em 80 jogos da temporada 2019-20 nos campeonatos principais de Itália, França, Espanha e Inglaterra. Foram avaliados 643 jogadores de várias raças e tons de pele.

A análise revelou que jogadores com tons de pele mais escuros eram “significativamente mais propensos” a serem reduzidos a suas características físicas ou habilidades atléticas, como ritmo e força.

Atletas com pele mais clara

Cerca de 62% dos elogios foram direcionados a atletas com pele mais clara, enquanto 63,33% das críticas foram àqueles com pele mais escura.

– Para abordar o impacto real do racismo estrutural, precisamos reconhecer e abordar o viés racial. Este estudo mostra um viés evidente na maneira como descrevemos os atributos dos jogadores de futebol com base em sua cor de pele – afirmou Jason Lee, executivo da PFA Equalities.

– Os comentaristas ajudam a moldar a percepção que temos de cada jogador, aprofundando qualquer preconceito racial já contido pelo espectador. É importante considerar o alcance dessas percepções e como elas afetam os jogadores de futebol, mesmo quando terminam suas carreiras de jogador.

Aspirações

– Se um jogador tem aspirações de se tornar técnico/dirigente, é uma vantagem injusta dada aos jogadores que os comentaristas costumam chamar de inteligentes e aplicados, quando essas opiniões parecem resultar de preconceito racial?

O estudo ocorre em meio a protestos em todo o mundo contra a desigualdade racial após a morte de George Floyd, um homem negro que morreu sob custódia policial na cidade norte-americana de Mineápolis em 25 de maio.

Liverpool

O técnico do Liverpool, Juergen Klopp, afirmou que não espera gastar muito na janela de transferências antes da próxima temporada e vê um futuro brilhante para vários jovens que buscam lugar em uma equipe forte.

Os campeões da Premier League pareciam favoritos para contratar o atacante alemão Timo Werner, do RB Leipzig, antes de o jogador de 24 anos optar pelo Chelsea.

Klopp disse que a próxima janela de transferências provavelmente será mais moderada do que nos anos anteriores devido ao impacto da pandemia de covid-19 nas finanças dos clubes.

– A covid influenciou os dois lados com entradas e saídas, o que é completamente normal, e não é provável que seja o verão mais movimentado do mundo – disse ele a repórteres.

– Não podemos gastar milhões e milhões porque queremos, ou achamos que é bom fazer isso. Nunca quisemos isso. O problema de uma equipe forte é como você melhora uma equipe forte no mercado de transferências?

– Você precisa ser criativo…tentamos encontrar soluções internamente e ainda há muito por vir: temos três ou quatro jogadores que podem dar grandes passos – acrescentou Klopp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *