NBA vira alvo de críticas após tuíte de dirigente sobre Hong Kong

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 7 de outubro de 2019 as 12:57, por: CdB

A liga norte-americana de basquete NBA se tornou alvo de críticas nesta segunda-feira devido à sua reação a um tuíte de um dirigente do Houston Rockets.

Por Redação, com Reuters – de Xangai/Doha

A liga norte-americana de basquete NBA se tornou alvo de críticas nesta segunda-feira devido à sua reação a um tuíte de um dirigente do Houston Rockets em apoio aos protestos por democracia em Hong Kong.

Ginásio Toyota Center, do Houston Rockets
Ginásio Toyota Center, do Houston Rockets

O gerente-geral dos Rockets, Daryl Morey, pediu desculpas nesta segunda-feira pelo tuíte, que apagou rapidamente no final de semana, mas seu apoio aos protestos na cidade sob controle chinês revoltou Pequim, torcedores chineses e parceiros do time em um mercado crucial para a NBA.

– Não era minha intenção que meu tuíte causasse qualquer ofensa aos torcedores do Rockets e aos meus amigos na China – tuitou Morey nesta segunda-feira.

– Estava meramente expressando um pensamento, baseado em uma interpretação, de um evento complicado – disse, acrescentando que desde então ouviu e levou em conta outras perspectivas.

Os Rockets são muito populares na China, em especial porque contrararam em 2002 o jogador chinês Yao Ming, que se tornou um astro e ajudou a criar seguidores da NBA no país.

Hong Kong

O tuíte inicial de Morey incluía uma imagem com a legenda “Lute Pela Liberdade. Fique ao Lado de Hong Kong”.

A mensagem levou a marca de roupas esportivas Li-Ning e o patrocinador Centro de Cartões de Crédito do Banco de Desenvolvimento Xangai Pudong (SPD Bank) a suspenderem seu trabalho com os Rockets, e os jogos do time foram tirados da grade da emissora estatal chinesa.

A postagem foi apagada mais tarde, e Morey, de 47 anos, executivo do ano da NBA em 2018, disse que suas opiniões não representam o time ou a liga.

Em um comunicado separado, a NBA disse que “admitimos que as opiniões expressadas pelo gerente-geral do Rockets, Daryl Morey, ofenderam profundamente muitos de nossos amigos e torcedores na China, o que é lamentável”.

A versão em chinês emitida pela NBA pareceu ir mais além do comunicado em inglês, dizendo: “Estamos extremamente decepcionados com os comentários inadequados feitos pelo gerente-geral do Rockets, Daryl Morey”.

China

A NBA acrescentou que “temos grande respeito pela história e pela cultura da China e esperamos que o esporte e a NBA possam ser usados como uma força unificadora para transpor abismos culturais e unir as pessoas”.

O furor é o exemplo mais recente de uma marca estrangeira afetada pela polêmica relativa aos protestos. Muitas marcas ocidentais, como a espanhola Zara, estão sendo forçadas a esclarecer suas posições em relação à soberania chinesa agora que os protestos de Hong Kong estão atiçando um fervor nacionalista.

Ouro de Barshim

Empurrado por um estádio lotado, Mutaz Barshim, do Qatar, conquistou a vitória no salto em altura do Mundial de Atletismo na sexta-feira, para dar aos anfitriões a tão esperada primeira medalha de ouro.

Com a multidão em pé a cada salto, Barshim conseguiu o salto de que precisava, alcançando 2,37 metros na primeira tentativa, e depois viu seus rivais falharem na busca de igualar sua marca.

Dois russos, que estão no Qatar competindo como atletas neutros, completaram o pódio. Mikhail Akimenko, liberado para competir no mês passado, comemorou seu retorno às competições internacionais com a prata, e Ilya Ivanyuk ficou com o bronze.

Barshim se tornou o primeiro homem a defender com sucesso o título mundial do salto em altura.

– Para mim, foi um sonho – disse Barshim. “Em casa foi simplesmente incrível. Eu não estava 100% pronto, mas quando cheguei aqui e vi todas aquelas pessoas torcendo por mim, mesmo que eu estivesse morrendo, se me tirassem da cadeira de rodas ou da ambulância, eu faria tudo o que poderia.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *