Novos casos de covid-19 na Itália sobem pelo terceiro dia

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de julho de 2020 as 14:11, por: CdB

O número de novos casos do coronavírus Sars-CoV-2 na Itália subiu nesta quinta-feira pelo terceiro dia seguido, elevando o total de infectados no país para 240.961. De acordo com o boletim atualizado do Ministério da Saúde, foram registrados mais 201 contágios em 24 horas.

Por Redação, com ANSA e Reuters – de Roma/Madri

O número de novos casos do coronavírus Sars-CoV-2 na Itália subiu nesta quinta-feira pelo terceiro dia seguido, elevando o total de infectados no país para 240.961. De acordo com o boletim atualizado do Ministério da Saúde, foram registrados mais 201 contágios em 24 horas, contra 182 na quarta, 142 na terça e 126  segunda-feira.

Manifestação de enfermeiros contra gestão da pandemia de coronavírus na Itália, em 9 de junho
Manifestação de enfermeiros contra gestão da pandemia de coronavírus na Itália, em 9 de junho

A região da Lombardia, epicentro da pandemia no país, é a principal responsável pelo aumento dos casos diários nesta quinta-feira, com 48,8% do total (98).

Já o número de novas mortes, que havia caído na quarta-feira, voltou a subir nesta quinta, passando de 21 para 30 óbitos. Com isso, a Itália soma 34.818 vítimas na pandemia.

Pacientes curados

O país também tem 191.083 pacientes curados, o que significa cerca de 80% dos contágios, e 15.060 casos ativos, menor número desde 13 de março (14.955). Desse total, 82 estão internados em UTIs, cinco a menos que em 1º de julho.

Mais da metade das 20 regiões da Itália não tem mais pacientes em terapia intensiva: Abruzzo, Basilicata, Calábria, Campânia, Friuli Veneza Giulia, Marcas, Molise, Puglia, Sardenha, Trentino-Alto Ádige, Vale de Aosta e Vêneto.

Além disso, a média de novos casos no país nesta semana está em 165, contra 212 da semana passada, confirmando a tendência de desaceleração da pandemia, apesar do relaxamento das medidas de isolamento social pelo governo italiano.

Portugal e Espanha

Os governos da Espanha e de Portugal reabriram oficialmente na quarta-feira sua fronteira conjunta para todos os viajantes após um fechamento de três meses que visava conter a propagação do novo coronavírus.

Na presença do rei Felipe, da Espanha, e do presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, os premiês Pedro Sánchez e António Costa abriram solenemente a fronteira. Todas as outras restrições de viagem na União Europeia foram suspensas na semana passada.

– Desta fronteira aberta depende a nossa prosperidade partilhada e um destino comum no projeto europeu – tuitou Costa na quarta-feira. “A pandemia ofereceu-nos uma visão de um passado ao qual não queremos voltar: um continente de fronteiras encerradas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *