Otan quer que Reino Unido revise papel da Huawei em redes 5G

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 10 de junho de 2020 as 11:30, por: CdB

O chefe da aliança militar Otan disse nesta quarta-feira que o Ocidente não deve ignorar a ascensão da China e, assim, era importante que e o Reino Unido fizesse uma revisão do papel da Huawei em sua rede 5G para garantir sua segurança.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O chefe da aliança militar Otan disse nesta quarta-feira que o Ocidente não deve ignorar a ascensão da China e, assim, era importante que e o Reino Unido fizesse uma revisão do papel da Huawei em sua rede 5G para garantir sua segurança.

Chefe da Otan quer que Reino Unido revise papel da Huawei em redes 5G
Chefe da Otan quer que Reino Unido revise papel da Huawei em redes 5G

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que a China está se aproximando do Ocidente de várias maneiras – no Ártico, no ciberespaço e na infraestrutura essencial, incluindo no setor de telecomunicações.

– Acredito que o governo do Reino Unido projetará suas redes de maneira a protegê-las e garantir que tenha redes 5G seguras – disse Stoltenberg à rádio BBC.

– Portanto, também acho importante que agora haja uma nova revisão que analise exatamente como garantir que isso aconteça – disse ele.

Quando questionada sobre os comentários de Stoltenberg, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, disse que a China não representa uma ameaça para nenhum país.

– Esperamos que a Otan possa continuar a ter uma opinião correta sobre nós e enxergar nosso desenvolvimento de maneira racional – disse ela.

Reavaliação

Como parte de uma reavaliação mais ampla das relações com a China, o Centro Nacional de Segurança Cibernética do Reino Unido está analisando o impacto das recentes sanções norte-americanas sobre a decisão do Reino Unido no início deste ano de permitir à Huawei um papel na construção de sua rede 5G.

Em janeiro, o primeiro-ministro Boris Johnson concedeu à Huawei um papel limitado na rede móvel 5G do país, frustrando uma tentativa global dos Estados Unidos de excluir a gigante chinesa das comunicações de próxima geração do Ocidente.

Desafiando o aliado mais próximo do Reino Unido na véspera do Brexit, Johnson decidiu que “fornecedores de alto risco” como a Huawei seriam permitidos nas partes não sensíveis da rede 5G.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *