Parque Aquático Julio de Lamare retoma vocação para descoberta de talentos

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 8 de julho de 2019 as 13:42, por: CdB

Recém revitalizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), o espaço conta com a equipe “Suderj/ABDA”.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Enquanto a seleção brasileira de natação está em Gwangju, na Coreia do Sul, até o próximo dia 28 de julho para representar o país no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, um grupo de jovens atletas está sendo formado nas piscinas no Parque Aquático Julio de Lamare, já de olho nas futuras competições.

As ações da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude garantiram, no Parque Aquático Julio de Lamare, a reativação das piscinas de salto e olímpica

Recém revitalizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), o espaço conta com a equipe “Suderj/ABDA”, voltada para o alto rendimento e formação de categorias de bases. 

– Com o objetivo de sediar etapas nacionais e internacionais de competições de esportes aquáticos, a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude revitalizou todo o Parque Aquático Julio de Lamare, em abril deste ano, e devolveu aos atletas e paratletas profissionais e de base, o equipamento tradicionalmente conhecido como referência no desporto estadual. O espaço, a partir de agora, está apropriado ao um dos seus objetivos, que é o de contribuir na formação dos nossos atletas do futuro e representar o Rio de Janeiro e o Brasil mundo afora – comentou o secretário de Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bornier.

A equipe

A equipe, formada em maio deste ano, já soma cerca de 100 alunos, com idades entre 10 e 15 anos. As aulas, maiores e mais intensas do que as normais, totalizam 50 minutos na piscina olímpica externa de 50 metros durante os cinco dias da semana.

Recentemente, 23 integrantes da equipe disputaram um torneio de polo aquático, juntamente com os times de Vasco, Flamengo, Botafogo e Fluminense. Ainda este mês, outros 34 alunos vão competir no Sesi de Nova Iguaçu em uma competição de natação. E, em setembro, no próprio Julio, acontecerá o campeonato brasileiro de polo aquático sub-14.

Jovens atletas

Depois de passar por várias modalidades, Enzo Lucas Coelho, de 15 anos, encontrou no polo aquático o estímulo que precisava para seguir com a prática esportiva. O talento do jovem despertou o interesse do professor, que o chamou para a equipe “Suderj/ABDA”.

– Desde que comecei na equipe, sinto que já evoluí nas aulas. Além de estarmos em um ambiente mais preparado, que é a piscina olímpica, o treinamento é mais puxado. Minha intenção é alcançar a seleção brasileira de polo aquático, que é um esporte que me encantou – contou o adolescente.

Aos 14 anos, Laura Rodriguez Ferreira, é outra integrante da equipe do Julio de Lamare. Ela, que já praticou saltos ornamentais, agora está focada em outra modalidade.

– Penso na possibilidade de me tornar atleta profissional de polo aquático. É bacana ver mais mulheres no esporte, não só no futebol, mas em outras modalidades também. É uma forma de incentivo a mais para nós, que estamos começando. A divisão entre homens e mulheres ainda é grande e ter essa visibilidade é importante – disse Laura.

Revitalização

As ações da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude garantiram, no Parque Aquático Julio de Lamare, a reativação das piscinas de salto e olímpica; a recuperação dos banheiros; limpeza e troca de materiais das salas; a construção de uma quadra poliesportiva; criação de rampas de acesso para deficientes; instalação de um elevador para inclusão de deficientes nas atividades aquáticas e melhoria na iluminação interna e externa. Atualmente, o equipamento atende 1.550 alunos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *