Petroleiros iniciam greve por tempo indeterminado em nove Estados

Arquivado em: Energia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 1 de fevereiro de 2020 as 16:40, por: CdB

A FUP afirmou que apesar da greve, os petroleiros garantirão o abastecimento de combustíveis, nos postos de todo o país.

 

Por Redação – de São Paulo

 

Petroleiros da Petrobras iniciaram, neste sábado, uma greve por tempo indeterminado que se instala, de imediato, em nove Estados do país. A informação é da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Em nota, a FUP informou que a paralisação dos petroleiros ocorre por tempo indeterminado

A categoria cobra a suspensão das demissões na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen), que afetarão mais de mil famílias, afirmou a FUP em comunicado. Os petroleiros também querem o estabelecimento de negociação com a empresa para cumprimento de Acordo Coletivo de Trabalho e “suspensão imediata das medidas unilaterais tomadas pela gestão e que estão afetando a vida de milhares de trabalhadores”.

Transpetro

“Entre às 23h de sexta-feira e a zero hora de sábado, não houve rendição nos turnos de 11 unidades de refino e produção de derivados de petróleo da Petrobras, nem em três terminais da Transpetro”, informou a FUP.

“Pela manhã, os trabalhadores do Rio Grande do Sul, do Espírito Santo e do Norte Fluminense se somaram à greve”, acrescentou a Federação

A FUP afirmou que apesar da greve, os petroleiros garantirão o abastecimento de combustíveis, nos postos de todo o país.

Privatização

A paralisação foi iniciada um dia depois da Petrobras iniciar a fase vinculante de venda de ativos em refino, que inclui: Refinaria Isaac Sabbá (Reman) no Amazonas; Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor), no Ceará; e Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) no Paraná; assim como seus ativos logísticos correspondentes.

A empresa também iniciou na véspera a etapa de divulgação da venda da totalidade de suas participações nas usinas de energia Eólica Mangue Seco 1 e Eólica Mangue Seco 2.
Representantes da Petrobras não puderam ser contatados de imediato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *