Polícia combate desvios de recursos em obras da prefeitura de Barbacena

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 9 de julho de 2019 as 11:57, por: CdB

 

Diante do abandona das obras, a prefeitura acertou a retomada com a terceira colocada no processo licitatório.

Por Redação, com ABr – de Brasília

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta terça-feira a terceira fase da Operação Desvia para combater fraudes em licitação, corrupção e desvio de recursos públicos na contratação de obras de construção de unidades básicas de Saúde no município mineiro de Barbacena, no período de 2013 e 2016. Os policiais contaram com o apoio de uma equipe de auditores da Controladoria-Geral da União (CGU).

PF combate desvios de recursos em obras da prefeitura de Barbacena

As investigações da PF apontaram que recursos disponibilizados pela União estavam disponíveis para o município de Barbacena para a construção das unidades de saúde nos distritos de Pinheiro e Torres e nos bairros de e Santo Antônio, Monte Mário e Santa Luzia.

Mas a empreiteira contratada pela prefeitura, por meio de licitação, não concluiu as obras e as abandonou. O valor do contrato era de R$ 2,7 milhões, após reajuste de 16% aprovado em agosto de 2016.

Obras

Diante do abandona das obras, a prefeitura acertou a retomada com a terceira colocada no processo licitatório. No entanto, a nova empreiteira é investigada por obras inacabadas no mesmo município, tendo sido, inclusive, alvo de medidas de busca e apreensão na segunda fase da Operação Desvia, realizada em maio deste ano.

“De acordo com as apurações, apesar de o governo federal ter repassado R$ 1.651.550,00, cerca de 70% do total previsto de R$ 2.291.000,00 para a construção das cinco unidades, e a contratação de empresa especializada ter ocorrido em janeiro de 2016, as obras ainda não foram concluídas e apresentam, em média, apenas 36% de execução”.

Os policiais federais estão cumprindo 15 mandados judiciais de busca e apreensão em endereços nos municípios de Barbacena, Belo Horizonte e Itatiaiuçu. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal de São João Del Rei, em Minas Gerais.

Drogas

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 532,1 quilos de cocaína no inicio deste mês em Paranaguá, no litoral do Paraná.

A droga estava escondida em um compartimento, sob o assoalho de um caminhão, utilizado para o transporte de piche. No interior do compartimento foram encontrados 495 tabletes de cocaína

O veículo foi abordado pelos policiais na BR-277, nas imediações da Unidade Operacional Alexandra. O motorista, de 40 anos de idade, foi preso em flagrante.

Ele disse aos agentes que saiu de Osasco, em São Paulo, e entregaria o caminhão em Paranaguá. Também havia no veículo um tablete de 980 gramas de maconha.

De acordo com a PRF, 1 quilo de cocaína, na Europa, pode valer 33 mil euros no atacado, o equivalente a R$ 144 mil. “O montante apreendido pela PRF hoje em Paranaguá valeria cerca de R$ 76,7 milhões em um eventual destino no continente europeu”.

O motorista, a droga e o caminhão foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Paranaguá. O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *