Polícia prende integrante de milícia em Bangu

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 22 de novembro de 2019 as 14:44, por: CdB

Com ele foi apreendia uma pistola Glock G-22, calibre .40, devidamente municiada e com kit-rajada.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Policiais Civis do Departamento Geral de Combate à Corrupção ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (DGCOR-LD) prenderam na quinta-feira,Rhavi Alves de Andrade. Contra ele havia dois mandados de prisão, um por homicídio e outro por associação criminosa.

De acordo com as investigações ele é suspeito de integrar a milícia que atua no Catiri
De acordo com as investigações ele é suspeito de integrar a milícia que atua no Catiri

De acordo com as investigações o homen é suspeito de integrar a milícia que atua no Catiri. Ele foi preso no interior de sua residência, na Estrada de Gericinó, Catiri, Bangu.

Com ele foi apreendia uma pistola Glock G-22, calibre .40, devidamente municiada e com kit-rajada. Rhavi também foi autuado em flagrante pela posse de armamento.

Tráfico de drogas

A Secretaria de Estado de Polícia Civil, por meio da 17ª DP (São Cristóvão), em conjunto com a DRACO de Minas Gerais, prendeu, na manhã dessa sexta-feira, William Gomes de Oliveira, conhecido como Gagaia, na localidade conhecida como Prados Verdes, no município de Nova Iguaçu. Contra ele havia três mandados de prisão pendentes, sendo dois por tráfico de drogas e um por homicídio, ocorridos no Estado de Minas Gerais.

Na residência em que William foi capturado foram apreendidas uma arma com numeração raspada, munições e uma identidade falsa em que constava o nome de William Costa de Jesus. O acusado confirmou que usava o nome falso para não ser identificado.

Segundo o titular da 17ª DP, delegado Hilton Alonso, além do cumprimento dos mandados de prisão, ele também acabou preso em flagrante pelo porte de arma de fogo e responderá ainda pelo uso de documento falso.

De acordo com as investigações da Draco/MG, William é apontado como um dos líderes do tráfico de drogas no estado mineiro e, mesmo foragido, mantinha o controle de seus negócios a distância. Ele também teria se associado a criminosos do Rio de Janeiro para enviar remessas de drogas para Belo Horizonte e foi indiciado em inquéritos em Minas Gerais por crimes de lavagem de dinheiro, associação ao tráfico de drogas e formação de quadrilha.

O criminoso já havia sido detido pelo menos três vezes no Rio de Janeiro. Em 31 de dezembro de 2013, ele foi preso em flagrante por tentativa de homicídio em Copacabana após uma discussão em que a arma falhou. Em junho de 2013, William foi preso em flagrante por porte de arma de fogo quando passava pela BR-40, na altura do município de três Rios. Já em setembro de 2016, ele foi detido pelo uso de documento falso em processo que corre na vara federal de Barra do Piraí.

Roubo de cargas

Policiais civis da 64ª DP (São João de Meriti) realizaram na quinta-feira, uma operção para cumprir mandados de prisão contra criminosos que praticavam diversos roubos na região, incluindo roubo de cargas. Foram presos Lucas Alves Felix e Fernando Henrique Dias Pedreira, que é especialista em roubar cargas de cigarro.

De acordo com as investigações a quadrilha de Fernando Henrique Dias Pedreiraconta com pelo menos cinco integrantes e já foi identificada roubando cargas de cigarro nos muncípios de Magé, Piabetá e São João de Meriti.

As investigações apontaram que o bando utilizava dois carros nos roubos, um deles para abordar o caminhão com a carga e o outro para fazer o transbordo do material.Cada carga roubada está avaliada em torno de R$ 30 mil, as mesmas eram vendidas a comerciantes do próprio município onde foram subtraídas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *