Polícia prende suspeitos de tráfico em Belo Horizonte

Arquivado em: Brasil, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 19 de julho de 2018 as 16:39, por: CdB

Os suspeitos, com prisão determinada pela Justiça, estão sendo investigados por participação de uma quadrilha conhecida como “Comando Beco do Galope”

Por Redação, com ABr – de São Paulo/Belo Horizonte:

As polícias Civil e Militar de Minas Gerais, em uma ação conjunta, desencadearam nesta quinta-feira uma operação para prender pessoas suspeitas de tráfico de drogas no Morro do Papagaio, na área centro-sul de Belo Horizonte.

Polícia prende suspeitos de tráfico em comunidade de Belo Horizonte

Desde cedo, os policiais cumpriram mandados judiciais. Foram expedidos 20 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão. Segundo a delegada Cristiana Angelini, 22 pessoas foram presas hoje e duas na semana passada.

Os suspeitos, com prisão determinada pela Justiça, estão sendo investigados por participação de uma quadrilha conhecida como “Comando Beco do Galope”.

Entre os presos, estão os irmãos Gabriel Hugo Marciano e Fábio Henrique Marciano. Eles são apontados como os líderes da organização. A delegada relatou que o grupo criminoso ameaçava moradores da comunidade para que escondessem a droga em suas residências. Durante a ação, os policiais também apreenderam drogas e armas.

Caso Vitória Gabrielly

A 1ª Vara Criminal de São Roque aceitou a denúncia contra os três acusados de matar a jovem Vitória Gabrielly Guimarães, de 12 anos. O crime ocorreu em Araçariguama, no interior paulista. A garota desapareceu no dia 8 de junho e teve o corpo encontrado somente no dia 16.

Os réus responderão pelos crimes de sequestro, homicídio qualificado por motivo torpe, fútil, meio cruel, recurso que impediu a defesa da vítima e ocultação de cadáver.

O juiz Flávio Roberto de Carvalho acatou o pedido do Ministério Público e converteu em prisão preventiva a detenção temporária dos reús: Bruno Marcelo de Oliveira, Mayara Borges de Abrantes e Julio César Lima Ergesse.

O magistrado também manteve o sigilo do processo para preservar as provas obtidas durante o inquérito policial.

O trio deverá apresentar a defesa às acusações. O juiz, então, decidirá se os acusados serão levados a júri popular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *