Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Natal nas rodovias do Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de dezembro de 2018 as 11:25, por: CdB

O aumento do fluxo de veículos causa impacto na violência no trânsito. O policiamento será reforçado em locais com maior movimento e alto índice de acidentes, em dias e horários específicos, de acordo com as estatísticas.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou nesta sexta-feira a Operação Natal nas rodovias federais de acesso ao Rio de Janeiro. O foco será a prevenção de acidentes, com ações de fiscalização e educativas. O reforço no policiamento se estende até a próxima terça-feira.

PRF inicia Operação Natal nas rodovias federais do Rio

De acordo com a PRF, o período de festas natalinas é um dos mais movimentados do ano nas rodovias federais. O aumento do fluxo de veículos causa impacto na violência no trânsito. O policiamento será reforçado em locais com maior movimento e alto índice de acidentes, em dias e horários específicos, de acordo com as estatísticas. O objetivo é coibir a prática de infrações para a redução dos acidentes e da gravidade deles.

Serão realizadas ações educativas e de fiscalização nas rodovias Presidente Dutra (BR-116), Washington Luiz (BR-040), Ponte Rio-Niterói (BR-101), Rio-Santos (BR-101), Rio-Teresópolis (BR-116), Lúcio Meira (BR-393), Niterói-Manilha (BR-101) e Governador Mario Covas (BR-101).

Orientações

A PRF orienta os motoristas que façam um planejamento prévio para uma viagem mais segura, programando a duração, incluindo as paradas para abastecimento, descanso e alimentação. Manter cautela a todo instante é de extrema importância, pois a maioria dos acidentes ocorre por falta de atenção do motorista.

Assim como a sinalização que deve ser respeitada, ela serve para tornar a viagem mais segura. Principalmente em relação à velocidade, que jamais deve ser excedida. Quando o veículo está em alta velocidade, qualquer descuido pode ser fatal, alerta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *