Porto Rico vota a favor de se converter em Estado dos EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 4 de novembro de 2020 as 13:03, por: CdB

Em um plebiscito não vinculante, em que participou somente metade do eleitorado (50,1%), 52,3% dos votantes apoiaram a conversão de Porto Rico no 51º Estado norte-americano, enquanto 47,6% votaram contra.

Por Redação, com Sputnik – de San Juan

Na votação, que não é vinculante, 53% dos eleitores se pronunciaram a favor, frente a 97% que apoiaram a mesma opção na consulta anterior a respeito.

Porto Rico, Estado Livre Associado aos EUA
Porto Rico, Estado Livre Associado aos EUA

Os porto-riquenhos manifestaram na terça-feira nas urnas um desejo ligeiramente majoritário de se incorporar aos EUA como mais um Estado. Em um plebiscito não vinculante, em que participou somente metade do eleitorado (50,1%), 52,3% dos votantes apoiaram a conversão de Porto Rico no 51º Estado norte-americano, enquanto 47,6% votaram contra.

As cifras revelam uma importante diminuição do apoio à obtenção do status de estado por este território, que em 2017 foi praticamente unânime, com 97% dos votos, ainda que a participação no momento não tenha chegado a 25%.

Esta é a sexta consulta que se realiza à população de Porto Rico sobre seu status territorial em relação aos EUA, após as cinco já celebradas em 1967, 1993, 1998, 2012 e 2017. Porém, nenhuma fez com que Washington revisse a questão.

– O povo de Porto Rico aquilatou a importância do assunto da estadualidade. O resultado é um mandato contundente e, desde já, vou enviá-lo a Washington – afirmou a comissária residente, Jennifer González, que revalidou seu cargo.

Múltiplas decisões nas urnas

Na jornada eleitoral que acolheu esta votação também se convocou a população local a eleger seu governador, legisladores de ambas câmaras e os prefeitos de seus 78 municípios.

Ainda que falte contar todos os votos, o candidato Pedro Pierluisi, do Partido Novo Progressista, se perfila como novo governador. A governadora até agora, Wanda Vázquez, da mesma formação política, já o felicitou.

A ilha do Caribe é atualmente um território não incorporado nos EUA, que mantém seu status de estado livre associado. Porto Rico conta com sua própria Constituição, um governador e um Poder Legislativo próprio, ainda que regido em última instância pelo Congresso dos EUA.

Os cidadãos porto-riquenhos possuem passaporte dos EUA, porém, não podem votar em eleições presidenciais.