Preços do petróleo recuam com novos estoques dos EUA

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 10 de setembro de 2020 as 14:36, por: CdB

O petróleo Brent recuava US$ 0,47, ou 1,15%, a US$ 40,32 por barril, às 7:54 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía US$ 0,57, ou 1,5%, a US$ 37,48 por barril.

Por Redação, com Reuters – de São Paulo

Os preços do petróleo recuavam nesta quinta-feira, após dados terem mostrados que os estoques nos Estados Unidos cresceram na semana passada e com a Administração de Informações de Energia (AIE) reduzindo suas perspectivas de demanda, mas o Brent ainda se mantinha acima dos 40 dólares por barril.

A recomposição dos estoques norte-americanos fez os preços do petróleo recuar
A recomposição dos estoques norte-americanos fez os preços do petróleo recuar

O petróleo Brent recuava US$ 0,47, ou 1,15%, a US$ 40,32 por barril, às 7:54 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía US$ 0,57, ou 1,5%, a US$ 37,48 por barril. Na véspera, o Brent havia subido 2,5%, enquanto o WTI avançou 3,5%. A AIE vai divulgar dados semanais oficiais de estoques nesta quinta-feira, um dia depois do normal devido ao feriado do Dia do Trabalho nesta semana nos Estados Unidos.

Dados do Instituto Americano do Petróleo (API) mostraram na quarta-feira que os estoques de petróleo do país cresceram inesperadamente em 3 milhões de barris na semana até 4 de setembro, com os casos de coronavírus crescendo em diversos Estados norte-americanos.

Consumo

“Se a AIE confirmar um aumento nos estoques mais tarde, esse será o primeiro aumento de estoques nos EUA desde meados de julho”, disseram analistas do ING.

Em outro sinal baixista, grandes tradings de commodities têm agendado navios tanque para armazenar petróleo e diesel, uma vez que a oferta tem superado o consumo, segundo fontes comerciais e dados de navegação.

Ainda no campo energético, a British Petroleum (BP) entrou no mercado de energia eólica offshore nesta quinta-feira ao fechar acordo para comprar uma participação de 50% em dois projetos da norueguesa Equinor nos Estados Unidos por US$ 1,1 bilhão, em um passo significativo da petroleira para atingir suas metas de transição energética.

Novos ativos

A empresa britânica de petróleo e gás estabeleceu como meta aumentar sua capacidade de geração de energia renovável em 20 vezes na próxima década, para 50 gigawatts (GW). Como parte do negócio, BP e Equinor também formaram uma parceria para desenvolver outros projetos eólicos offshore nos Estados Unidos, disse à Reuters o chefe de gás e energia de baixo carbono da BP, Dev Sanyal. O negócio de US$ 1,1 bilhão, que não inclui gastos com o desenvolvimento dos ativos, deve ser concluído no início de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *