Presidente da Turquia diz que encontro com Putin sobre Síria trará ‘nova esperança’

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 17 de setembro de 2018 as 11:02, por: CdB

A Turquia, que apoia rebeldes sírios que se opõem ao presidente Bashar al-Assad, tem mantido negociações com seus aliados Rússia e Irã sobre o destino dos rebeldes sírios em Idlib e distritos vizinhos que Assad prometeu recapturar

Por Redação, com Reuters – de Sochi

O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse que uma declaração conjunta sobre a Síria que deve ser feita depois do encontro dele com o líder da Rússia, Vladimir Putin, nesta segunda-feira, trará “nova esperança” para a região.

Presidente turco, Tayyip Erdogan, durante reunião com presidente da Rússia, Vladimir Putin, em Sochi

Erdogan estava falando com repórteres antes de se encontrar com Putin na estância russa de Sochi, no Mar Negro.

– A declaração que faremos depois da reunião em Sochi conterá uma nova esperança para a região – disse Erdogan por meio de um intérprete. Ele não deu nenhuma indicação do que estaria na declaração.

A Turquia, que apoia rebeldes sírios que se opõem ao presidente Bashar al-Assad, tem mantido negociações com seus aliados Rússia e Irã sobre o destino dos rebeldes sírios em Idlib e distritos vizinhos que Assad prometeu recapturar.

O apoio militar da Rússia ao governo sírio ajudou a reverter anos de ganhos dos rebeldes.

Antes da viagem à Rússia, Erdogan disse que os pedidos da Turquia por um cessar-fogo na região de Idlib estavam dando frutos depois de dias de relativa calma, mas que mais trabalho precisava ser feito.

Putin rejeitou publicamente neste mês uma proposta de Erdogan para um cessar-fogo no local, quando os dois se encontraram com o presidente do Irã para uma cúpula tripartite em Teerã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *