Protestos contra governo se espalham pela Tunísia

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 10 de janeiro de 2018 as 14:55, por: CdB

Coquetéis molotov foram lançados contra a escola na ilha turística de Djerba, lar de uma antiga comunidade judaica; e causaram alguns danos

Por Redação, com Reuters – de Túnis:

Uma escola judaica em uma ilha da Tunísia foi atacada na noite de terça-feira, conforme a polícia respondia a protestos violentos em outras partes do país prendendo mais de 200 pessoas, informaram testemunhas e o Ministério do Interior.

Manifestantes jogam pedras durante protesto em Tebourba, na Tunísia

Coquetéis molotov foram lançados contra a escola na ilha turística de Djerba, lar de uma antiga comunidade judaica; e causaram alguns danos, mas não deixaram feridos, disse nesta quarta-feira o líder da comunidade judaica local, Perez Trabelsi, à agência inglesa de notícias Reuters.

Não houve protestos em Djerba, mas moradores disseram que agressores aproveitaram a presença reduzida das forças de segurança; uma vez que a polícia estava ocupada em confrontos nas manifestações antigoverno; em outras áreas do país do norte da África.

– Pessoas desconhecidas usaram a oportunidade dos protestos e lançaram coquetéis molotov no saguão de entrada de uma escola religiosa judaica em Djerba – disse Trabelsi.

Ataque

No momento do ataque, confrontos violentos aconteciam em cerca de 20 cidades tunisianas; conforme pessoas protestavam contra aumentos de preços e novos impostos que entraram em vigor em 1º de janeiro.

Cerca de 50 policiais ficaram feridos nos confrontos, disse o porta-voz do Ministério do Interior, Khelifa Chibani.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *