Putin classifica tratamento dos EUA a agente russa como ultrajante

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 27 de abril de 2019 as 12:08, por: CdB

Falando em Pequim, Putin disse que a sentença parecia uma tentativa dos agentes da lei e autoridades judiciais dos EUA de “livrarem a cara”.

Por Redação, com Reuters – de Pequim

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez neste sábado seus primeiros comentários sobre a sentença de um tribunal dos Estados Unidos, que condenou a agente confessa russa Maria Butina a 18 meses de prisão, classificando seu tratamento de uma caricatura de justiça.

Maria Butina 18/08/2018 Gabinete do Xerife de Alexandria

Butina foi sentenciada na sexta-feira depois de a nativa da Sibéria, com a voz embargada de emoção, implorar a um juiz por misericórdia e expressar remorso por conspirar com uma autoridade russa para se infiltrar em um grupo defensor de armas e influenciar ativistas conservadores e republicanos.

Falando em Pequim, Putin disse que a sentença parecia uma tentativa dos agentes da lei e autoridades judiciais dos EUA de “livrarem a cara”.

– É uma afronta – disse Putin a repórteres.

– Não está claro pelo que ela foi condenada ou qual crime ela cometeu. Eu acho que é um excelente exemplo de ‘livrar a cara’. Eles a prenderam e colocaram a garota na cadeia, mas não havia nada sobre ela, então, para não parecerem totalmente estúpidos, deram a ela… uma sentença de 18 meses para mostrar que ela era culpada de alguma coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *