Quatro dias depois, Bolsonaro aparece para falar sobre apagão no Amapá

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 7 de novembro de 2020 as 15:10, por: CdB

Segundo o ONS, foi realizada uma força-tarefa durante toda a madrugada para retornar com um dos transformadores que atende o Estado.  “Até o momento, já foi possível retomar cerca de 44% da carga de energia do Estado do Amapá, que ainda está em processo de elevação”, acrescentou em nota o ONS.

Por Redação – de Brasília e Macapá

Depois de um apagão de quatro dias, que gerou o caos nas cidades do Estado do Amapá, a carga de energia começou a ser gradualmente restabelecida neste sábado. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) o blecaute iniciado na última terça-feira foi decorrente de incêndio em uma substação.

Bolsonaro e o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, levaram quatro dias para conter um apagão
Bolsonaro e o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, levaram quatro dias para conter um apagão

Segundo o ONS, foi realizada uma força-tarefa durante toda a madrugada para retornar com um dos transformadores que atende o Estado. “Até o momento, já foi possível retomar cerca de 44% da carga de energia do Estado do Amapá, que ainda está em processo de elevação”, acrescentou o Operador.

O índice de carga aponta uma melhora em relação à situação de sexta-feira, quando o Amapá estava operando com cerca de 15%. Havia expectativa no governo, contudo, que até 70% da carga pudesse estar recuperada na sexta-feira.

Reparos

O ONS acrescentou que as equipes permanecerão mobilizadas até que haja o fornecimento integral de energia ao Estado, o que deve levar cerca de dez dias, conforme informou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, na véspera, quando recebia pesadas críticas por não atuar de forma efetiva para conter a crise energética.

“Na madrugada do dia 7 de novembro, o sistema elétrico de Macapá voltou a ser conectado à rede de Transmissão do Sistema Interligado Nacional – SIN, com a conclusão de reparos em um dos transformadores da Subestação Macapá (230/69 kV) e o início gradativo do atendimento aos consumidores”, apontou o Ministério de Minas e Energia, em nota.

No final da noite passada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) gravou um vídeo informando que o governo está empenhado em resolver o problema o mais breve possível. Ele lembrou que geradores termelétricos serão utilizados para minimizar os danos, tanto econômicos quanto políticos no Estado que integra um dos poucos aliados do mandatário, na região.

Explicações

“O abastecimento de água já foi normalizado, todos os hospitais já estão com energia”, disse Bolsonaro.

O Ministério Público Federal informou que vai cobrar explicações de autoridades e empresas devido ao longo período sem luz.

Na quinta-feira, o ministro de Minas e Energia disse que a subestação atingida por fogo tinha um transformador em manutenção desde dezembro de 2019.

2 thoughts on “Quatro dias depois, Bolsonaro aparece para falar sobre apagão no Amapá

  1. O desgoverno é total nada funciona em substituição a tudo isto, mentiras e ameaças recheadas de ódio a pessoas e instituições é um horror.

  2. Povo do Norte do Brasil principalmente do Amapá fiquem atentos pois o Bolsonaro vai pedir votos aí em 2022, não esqueçam desse mega apagão e vamos dar o troco naquela eleição, fato como esse só ocorre onde não há governo como o do Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *