Real Madrid não irá relaxar após tropeços do Barcelona, diz Zidane

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 1 de julho de 2020 as 13:19, por: CdB

O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, disse que sua equipe não descansará até que seja declarada campeã, depois que o rival Barcelona deu a eles a oportunidade de abrir quatro pontos de vantagem na liderança do Campeonato Espanhol se vencer o Getafe.

Por Redação, com Reuters – de Madri/Roma

O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, disse que sua equipe não descansará até que seja declarada campeã, depois que o rival Barcelona deu a eles a oportunidade de abrir quatro pontos de vantagem na liderança do Campeonato Espanhol se vencer o Getafe nesta quinta-feira.

Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane
Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane

O Real busca a sexta vitória consecutiva desde a pausa devido à pandemia de covid-19 diante do Getafe, tentando aproveitar o empate por 2 a 2 do Barça com o Atlético de Madri na terça-feira, que foi o terceiro empate dos catalães em seis partidas.

– A realidade é que temos 18 pontos para disputar e você não pode dizer nada até ser campeão matematicamente – disse Zidane em entrevista coletiva virtual na quarta-feira.

Os jogadores

– Já estive nessa situação como jogador antes e sei que ainda não vencemos nada. Os jogadores e eu não vamos esquecer isso.

O Real tem time completo para o jogo contra o Getafe, embora haja preocupação com as recentes atuações de Eden Hazard, que recebeu tratamento duro dos adversários desde que voltou de uma grave lesão no tornozelo sofrida em fevereiro.

Zidane disse que espera que os jogadores não estejam tentando atingir o belga.

– Sabemos o quão bom ele é e nossos rivais também. Mas espero que não estejam tentando causar danos a ele. Nossos oponentes jogam duro, mas precisamos relaxar com isso – afirmou.

– Eden tem sofrido porque está longe do campo há muito tempo e temos que ser pacientes com ele, mas ele estará de volta à melhor forma em pouco tempo.

Juventus

O técnico da Juventus, Maurizio Sarri, está confiante de que o meio-campista Miralem Pjanic não vai se distrair com sua mudança para o Barcelona no final da temporada e acredita que o bósnio deixará o clube de Turim em alta.

Pjanic sofreu uma queda de rendimento nesta temporada, aparentemente com dificuldades para se adaptar ao estilo de jogo de Sarri, e a transferência para o Barcelona foi confirmada na segunda-feira em troca com o brasileiro Arthur Melo.

– Não falei com Miralem estes dias, mas conversamos com frequência durante o isolamento, quando perguntamos o motivo de seu declínio – disse Sarri depois que a Juventus venceu por 3 x 1 o Genoa na terça-feira e ficou com quatro pontos de vantagem no topo do Campeonato Italiano.

– Nesse período, tenho certeza de que ele se sairá muito bem – acrescentou Sarri. “Ele parece muito bem integrado com seus companheiros de equipe e comissão, então não tenho preocupações.”

Jogador talentoso que gosta de orquestrar o meio-campo a partir de uma posição em frente à defesa, Pjanic trocou a Roma pela Juventus em 2016 e conquistou o título da Série A nas três primeiras temporadas no clube sob o comando de Massimiliano Allegri.

Quando Sarri assumiu o cargo, ele disse que queria dar a Pjanic um papel mais abrangente e definiu que o jogador tinha que dar 150 toques na bola por partida. Pjanic gostou da mudança, mas sua forma caiu entre janeiro e março.

Avaliação

Isso levou a uma avaliação surpreendentemente franca de Sarri, pouco antes do recomeço da temporada, em junho.

– Um jogador não pode ter quatro ou cinco performances abaixo da média, como ele fez – disse o técnico. “E ele concorda comigo. Ele tem que se convencer de que é um grande jogador. Até os grandes podem cometer erros, mas eles os cometem uma ou duas vezes e depois levantam a cabeça”.

Salah

O atacante do Liverpool Mohamed Salah diz que quer permanecer no campeão da Premier League por um longo tempo e que a equipe desenvolveu um entendimento perfeito.

O egípcio, que assinou um novo contrato de cinco anos em 2018, foi o maior artilheiro do clube nesta temporada com 17 gols na Premier League em campanha na qual o time assegurou o 19º título inglês com sete rodadas de antecedência.

– Estou muito feliz…não consigo descrever meus sentimentos depois que vencemos o campeonato, após 30 anos. Posso ver a alegria das pessoas e isso é muito importante para todos nós – disse Salah ao BeIN Sport.

– Gosto do ambiente aqui…adoro este lugar e espero ficar por um longo tempo. O ambiente aqui é diferente de qualquer outro lugar.

– Nós nos adaptamos bem como equipe e nosso entendimento é perfeito. Se isso continuar, podemos conseguir mais. É difícil manter nosso nível atual, mas não é impossível – acrescentou.

Salah elogiou o impacto do capitão do clube, Jordan Henderson, e disse que escolheria o meio-campista como o melhor jogador do campeonato nesta temporada.

– Talvez eu escolha Henderson porque ele é o capitão e está aqui há oito, nove anos. Ele teve um momento difícil no começo e foi muito criticado… Ele, como capitão, é amado por todos nós e tenta ajudar todos os jogadores e os jovens a se adaptar – disse.

O Liverpool visita o segundo colocado Manchester City na quinta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *