Rei Arthur confirma propina para escolha do Rio como sede dos Jogos de 2016

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 28 de outubro de 2019 as 13:50, por: CdB

O empresário Arthur Menezes Soares Filho, que ficou conhecido como “Rei Arthur”, confirmou a existência de um esquema de pagamento de propina para delegados africanos.

Por Redação, com Sputnik – do Rio de Janeiro

O empresário Arthur Menezes Soares Filho, que ficou conhecido como “Rei Arthur”, confirmou a existência de um esquema de pagamento de propina para delegados africanos na escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Empresário Arthur Menezes Soares Filho, conhecido como
Empresário Arthur Menezes Soares Filho, conhecido como “Rei Arthur”

Segundo reportagem publicada pelo diário conservador carioca O Globo, a revelação faz parte de um acordo de colaboração premiada feito por Arthur. Atualmente ele mora em Miami, nos Estados Unidos, foi preso na última sexta-feira e solto logo em seguida.

Segundo as investigações, o “Rei Arthur” usou a offshore Matlock Capital Group para transferir US$ 2 milhões para a conta do filho de Lamine Diack, então presidente da Federação Internacional de Atletismo, a maior federação olímpica.

Corrupção

Outra transação, esta de US$ 10,4 milhões, teria sido transferida para Sérgio Cabral, então governador do Rio de Janeiro, através do doleiro Renato Chebar na conta do EVG Bank.

O acordo de colaboração premiada assinado pelo “Rei Arthur” está em andamento junto ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) e é um a garantia para que ele não seja deportado de volta ao Brasil.

“Rei Arthur” também admitiu o crime de lavagem de dinheiro envolvendo contas bancárias nos EUA, no âmbito do esquema que montou para pagar propina a Sergio Cabral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *