Roger Federer será segundo cabeça de chave em Wimbledon

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 26 de junho de 2019 as 13:23, por: CdB

O atual campeão Novak Djokovic é o principal cabeça de chave do torneio, enquanto a nova número um entre as mulheres, Ash Barty, estará no topo da chave feminina.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O tenista oito vezes campeão em Wimbledon Roger Federer foi confirmado como segundo cabeça de chave no Grand Slam britânico nesta quarta-feira, fazendo com que Rafael Nadal caísse para a terceira cabeça de chave, apesar de o suíço estar uma posição atrás do espanhol no ranking mundial.

Roger Feder em ação em torneio de Wimbledon

O atual campeão Novak Djokovic é o principal cabeça de chave do torneio, enquanto a nova número um entre as mulheres, Ash Barty, estará no topo da chave feminina.

O sul-africano Kevin Anderson, vice-campeão ao ser derrotado por Djokovic na final do ano passado, será o quarto cabeça de chave, apesar de ter caído para a oitava posição no ranking da ATP, uma vez que Wimbledon usou novamente sua fórmula especial para formar as chaves do torneio.

Duas vezes campeão na grama britânica, Nadal será o terceiro cabeça de chave, o que significa que provavelmente ele terá de derrotar Federer e Djokovic para conquistar seu primeiro título no All England Club desde 2010.

Definição das chaves

O espanhol criticou a fórmula para definição das chaves usada em Wimbledon nesta semana, afirmando que “não é algo bom” que o Grand Slam na grama seja o único dos quatro torneios de Grand Slam que não segue o ranking da ATP ao determinar os cabeças de chave.

Wimbledon leva em conta o desempenho dos tenistas nos últimos 24 meses em torneios na grama para determinar as posições dos 32 principais jogadores na chave.

Embora a chave feminina seja formada de acordo com o ranking da WTA, o torneio britânico se reserva o direito de alterar a ordem para criar “uma chave equilibrada”.

Federer vence Herbert

Roger Federer ganhou embalo na sua preparação para Wimbledon ao vencer o francês Pierre-Hugues Herbert, por 6/3 e 6/3, no sábado, e chegar à final do Aberto de Halle, onde ele busca o seu décimo título.

O vencedor de 20 títulos de Grand Slam foi forçado a disputar três sets nas duas rodadas anteriores na Alemanha, mas voltou ao seu melhor no primeiro confronto contra Herbert, vencendo 86% do pontos com o primeiro serviço.

O próximo desafio para o tenista de 37 anos, buscando o seu 102º troféu da ATP em simples, aproximando-se do recorde de Jimmy Connors, com 109, é o belga David Goffin, que venceu Matteo Berrettini por 7/6 (4) e 6/3 na outra semi final.

– Os últimos dias foram difíceis, por isso estou contente por estar na final – disse Federer, que estava enfrentando seu 337º adversário diferente.

Goffin, número 33 do mundo, encerrou a sequência de oito vitórias seguidas de Berrettini, campeão em Stuttgart, com 14 aces e salvando os três break points que enfrentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *