Sebastian Vettel trocará a Ferrari pela equipe Aston Martin 

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 10 de setembro de 2020 as 12:00, por: CdB

O tetracampeão mundial de Fórmula 1 Sebastian Vettel correrá pela Aston Martin, equipe renomeada da canadense Racing Point, em um contrato de vários anos após deixar a Ferrari no final da temporada. 

Por Redação, com Reuters – de Londres

O tetracampeão mundial de Fórmula 1 Sebastian Vettel correrá pela Aston Martin, equipe renomeada da canadense Racing Point, em um contrato de vários anos após deixar a Ferrari no final da temporada.

Sebastian Vettel durante testes no circuito de Barcelona
Sebastian Vettel durante testes no circuito de Barcelona

O alemão de 33 anos substitui o mexicano Sergio Pérez, que tinha um contrato de longo prazo, mas teve sua saída no final da temporada de 2020 anunciada na quarta-feira.

– Estou satisfeito por finalmente compartilhar esta notícia empolgante sobre o meu futuro. Estou extremamente orgulhoso de dizer que me tornarei um piloto da Aston Martin em 2021 – disse Vettel em um comunicado da equipe antes do Grande Prêmio da Toscana, no circuito italiano de Mugello.

– É uma nova aventura para mim. Estou impressionado com os resultados que a equipe alcançou este ano e acredito que o futuro parece ainda mais brilhante – afirmou ele.

– Acredito que podemos construir algo muito especial juntos. Ainda gosto muito da Fórmula 1 e minha única motivação é correr à frente do grid.

O comunicado não deu detalhes, mas informou que Vettel, que conquistou seus títulos pela Red Bull entre 2010-13, foi contratado “para 2021 e além”.

Grandes prêmios

Vettel, vencedor de 53 grandes prêmios, tem passado por momentos difíceis na Ferrari desde a chegada de Charles Leclerc, com o jovem superando-o em vitórias, pódios, pontos e poles na última temporada.

A Ferrari tem apresentado dificuldades este ano, mas anunciou em maio, antes mesmo de a temporada começar, que Vettel partiria no final do ano. Ele será substituído pelo espanhol Carlos Sainz, da McLaren.

A Racing Point, com motor Mercedes, está em quarto lugar na classificação geral após oito corridas, com a Ferrari em sexto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *