Seguidores de Bolsonaro estupram estudante no campus da UFPR

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sábado, 20 de outubro de 2018 as 10:41, por: CdB

Segundo a vítima, que teve sua identidade preservada, a agressão aconteceu como uma espécie de punição praticada por eleitores contrários ao seu posicionamento político. A jovem estava usando um adesivo da campanha “#EleNão”.

 

Por Redação – de Curitiba

 

Uma aluna da Universidade Federal do Paraná (UFPR) denunciou ter sido vítima de estupro dentro da instituição de ensino. No comunicado, divulgado na página no Facebook Centro Acadêmico de Ciências Sociais, a estudante revela detalhes do ataque.

O candidato neofascista Jair Bolsonaro, em seus discursos, apoia a violência de gênero

Segundo a vítima, que teve sua identidade preservada, a agressão aconteceu como uma espécie de punição praticada por eleitores contrários ao seu posicionamento político. A jovem estava usando um adesivo da campanha “#EleNão” – contrária à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) ao cargo de presidente da república.

“Fui estuprada por garotos no Centro Acadêmico de Ciências Sociais da UFPR por estar com um adesivo do #EleNão. Tive que fazer sexo oral a força com eles ameaçando(…) me violaram”, diz o relato publicado no Mapa da Violência.

O caso gerou um inquérito policial, registrado na capital paranaense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *