Senadores democratas enviam representantes para campanha em Iowa

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 22 de janeiro de 2020 as 11:07, por: CdB

Cada um deles está tentando compensar as ausências mobilizando apoiadores de destaque e agendando viagens intensas para o final de semana.

Por Redação, com Reuters – de Washington

Bernie Sanders descartou aparições em Iowa, Amy Klobuchar enviou representantes da campanha para jantares e Elizabeth Warren planejou um discurso em vídeo, enquanto os senadores democratas dos Estados Unidos que concorrem à Presidência estão presos em Washington para o julgamento de impeachment do presidente Donald Trump.

Senadora Amy Klobuchar fala durante campanha em Mason, Iowa
Senadora Amy Klobuchar fala durante campanha em Mason, Iowa

A campanha de Sanders foi a primeira a reagendar os eventos, anunciando na terça-feira que a deputada progressista Alexandria Ocasio-Cortez, conhecida como AOC, o substituirá em dois comícios no crucial Estado de Iowa, enquanto ele atua como jurado durante o julgamento do presidente republicano no Senado.

Todos os quatro senadores democratas que concorrem à nomeação de seu partido para enfrentar Trump nas eleições de novembro, incluindo Michael Bennet, do Colorado, precisam agora desviar seus esforços da campanha por seis dias durante o processo de julgamento.

Cada um deles está tentando compensar as ausências mobilizando apoiadores de destaque e agendando viagens intensas para o final de semana antes do caucus de Iowa, em 3 de fevereiro, onde a política de varejo ajuda a motivar os eleitores a sair em uma noite fria de inverno para apoiar um candidato.

Os candidatos

– Alguns de vocês estão chateados porque deveriam estar em Iowa agora – disse Pat Cipollone, advogado de Trump na Casa Branca, durante seu discurso de abertura no Senado na terça-feira.

Alguns especialistas em política de Iowa dizem que Klobuchar, senadora de Minnesota cuja campanha recebeu um impulso inesperado no fim de semana do feriado, quando ela e Warren, senadora de Massachusetts, receberam apoio do New York Times, pode sofrer mais do que outros porque ela é menos conhecida.

– Ela tem mais a perder ao não estar na campanha e mais a ganhar ao permanecer nela – disse Sue Dvorsky, ex-presidente do Partido Democrata de Iowa. Os procedimentos no Senado, controlado pelos republicanos, podem levar semanas, chegando a fevereiro.

O julgamento de impeachment

Warren planeja comparecer a um evento em Iowa no domingo, quando não haverá sessão para o julgamento de impeachment. Ela agendou uma aparição em vídeo para um grupo trabalhista de Las Vegas no sábado, bem como vários eventos ancorados por apoiadores, incluindo o ex-secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos EUA Julian Castro, um ex-candidato que agora a apoia.

Os candidatos que não estão no Senado, incluindo o ex-vice-presidente Joe Biden e o ex-prefeito de South Bend, Indiana, Pete Buttigieg – poderão continuar em campanha como de costume.

Buttigieg realizará cinco eventos em Iowa antes de seguir para Washington e Carolina do Sul no final da semana. Biden e sua esposa, Jill, devem participar de nove eventos programados em Iowa a partir da terça-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *