Seul examina primeiros casos suspeitos de síndrome ligada à covid-19 em crianças

Arquivado em: América do Norte, Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 27 de maio de 2020 as 12:02, por: CdB

Duas crianças da Coreia do Sul que são os primeiros casos suspeitos de uma síndrome rara e potencialmente fatal ligada ao novo coronavírus estão se recuperando bem de um tratamento, disseram autoridades de saúde nesta quarta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Seul

Duas crianças da Coreia do Sul que são os primeiros casos suspeitos de uma síndrome rara e potencialmente fatal ligada ao novo coronavírus estão se recuperando bem de um tratamento, disseram autoridades de saúde nesta quarta-feira.

Crianças sul-coreanas mantêm distanciamento social em volta às aulas
Crianças sul-coreanas mantêm distanciamento social em volta às aulas

Os sintomas da “Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica Potencialmente Associada à Covid-19” (MIS-C), como é chamada oficialmente, são semelhantes à síndrome do choque tóxico e à doença de Kawasaki, entre eles febre, irritações cutâneas, inflamação das glândulas e, em casos graves, miocardite.

Casos de MIS-C foram relatados na França, Itália, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos, onde mais de 100 casos foram encontrados no Estado de Nova York.

A síndrome provocou o temor de que a covid-19, a doença causada pelo coronavírus, represente um risco maior para as crianças do que se supunha. Até agora, a covid-19 atingiu mais os idosos e pessoas com problemas crônicos de saúde.

Casos suspeitos de MIS-C

Na terça-feira, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC) disse que iniciou uma investigação depois que dois casos suspeitos de MIS-C em um menino de 11 anos e uma menina de 4 anos foram relatados no dia anterior.

Ambos tiveram diagnósticos negativos para covid-19, mas outras análises estão sendo feitas, especialmente porque o menino esteve nas Filipinas entre janeiro e março.

Ele já teve alta do hospital, e se acredita que a menina será liberada em breve, disse a diretora do KCDC, Jeong Eun-kyeong.

– As duas crianças se recuperaram dos sintomas – disse Jeong em um briefing. “Estamos realizando um exame de anticorpos da covid-19 neles para reconfirmar se foram infectados, e depois do exame determinaremos se eles são casos de MIS-C.”

Kwak Jin, autoridade do KCDC a cargo da administração de pacientes, disse que as duas crianças foram tratadas como se tivessem doença de Kawasaki.

Tendo sido um dos primeiros países a sofrerem um surto de covid-19, a Coreia do Sul conseguiu conter a disseminação do vírus através de uma estratégia robusta de rastreamento, localização e contenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *