Síndrome pós-coronavírus danifica gravemente o coração das crianças, diz estudo

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado segunda-feira, 7 de setembro de 2020 as 11:19, por: CdB

Estudo mostra relação causal entre a covid-19 e a síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P), um processo inflamatório grave que pode afetar diversos órgãos, inclusive o coração.

Por Redação, com Sputnik – de Londres

Estudo mostra relação causal entre a covid-19 e a síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (SIM-P), um processo inflamatório grave que pode afetar diversos órgãos, inclusive o coração.

Síndrome pós-covid-19 danifica gravemente o coração das crianças, diz estudo
Síndrome pós-covid-19 danifica gravemente o coração das crianças, diz estudo

A SIM-P, que se acredita estar ligada à covid-19, danifica o coração a tal ponto que algumas crianças precisarão de monitoramento e intervenções durante toda a vida, garante Mubbasheer Ahmed, principal autor de um estudo publicado na revista médica EClinicalMedicine, da revista científica The Lancet, ao portal EurekAlert.

– Ainda não havia confirmação de que a SIM-P fosse causada pelo vírus SARS-CoV-2. O estudo descreveu as alterações associadas à síndrome e buscou também determinar se existe de fato uma relação direta entre a infecção pelo vírus e o quadro grave de disfunção e falência cardíaca – explica Marisa Dolhnikoff, autora de outro estudo sobre o tópico em entrevista ao Jornal da USP (Universidade de São Paulo).

Casos de SIM-P em crianças

O estudo encabeçado por Ahmed analisou 662 casos de SIM-P em crianças de todo o mundo entre 1° de janeiro e 25 de julho. Alvaro Moreira, coautor do estudo, explica ao portal EurekAlert que “quase 90% das crianças (581) foram submetidas a um ecocardiograma porque tinham uma manifestação cardíaca significativa da doença”.

– Esta é uma nova doença infantil que se acreditamos estar associada ao SARS-CoV-2 (…). Pode ser letal porque afeta vários sistemas de órgãos. Seja o coração e os pulmões, o sistema gastrointestinal ou o sistema neurológico, existem tantas faces diferentes para essa doença que inicialmente era difícil para os médicos a entenderem – comenta Moreira.

– As evidências sugerem que as crianças com SIM-P têm uma inflamação imensa e potencial lesão do tecido do coração, e precisaremos monitorar essas crianças de perto para entender quais implicações elas podem ter a longo prazo – conclui Moreira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *