Socialistas lideram pesquisa eleitoral em Portugal

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 31 de julho de 2019 as 13:55, por: CdB

Os sociais-democratas, principais opositores de Costa, apareceram com 20,3% dos votos, segundo a Multidados.

Por Redação, com Reuters – de Lisboa

O governista Partido Socialista de Portugal continua sendo o favorito a vencer uma eleição parlamentar em outubro, mas não conseguirá uma maioria absoluta, segundo uma nova pesquisa.

Primeiro-ministro de Portugal, António Costa, em Lisboa

Os socialistas de centro-esquerda, do primeiro-ministro António Costa, devem receber 35,5% dos votos, de acordo com a sondagem do Multidados para o canal de televisão TVI publicada na noite de terça-feira.

O percentual é menor do que o apontado em uma pesquisa da semana passada de outro instituto, o Pitagorica, que mostrou os socialistas com 43,2%, o número mais alto em qualquer levantamento recente e próximo de uma maioria absoluta.

Os sociais-democratas, principais opositores de Costa, apareceram com 20,3% dos votos, segundo a Multidados. A pesquisa da semana passada da Pitagorica estimou seu apoio em 21,6%.

Os sociais-democratas e seus aliados tradicionais dos dois partidos conservadores CDS e PP governaram juntos antes da última eleição, em 2015, conduzindo o país durante um período de grande austeridade que tiveram que impor em cumprimento a um socorro financeiro internacional.

A combinação socialista

A combinação socialista de disciplina fiscal com crescimento econômico rendeu elogios da União Europeia e das agências de avaliação de risco. O crescimento desacelerou um pouco desde 2017, mas ainda se espera que supere a média da zona do euro.

A sondagem da Multidados foi a primeira que o instituto realizou antes da votação de outubro, e não forneceu comparações.

Pelo sistema de representação proporcional português, uma maioria absoluta é atingível com de 42% a 45% das urnas.

Uma maioria socialista poderia ajudar o governo a manter políticas para equilibrar o orçamento e atrair mais investimento estrangeiro.

Mas com 35,5% dos votos os socialistas ficariam aquém de uma maioria no Parlamento, o que significa que precisariam do apoio de outro partido para formar um governo.

Os socialistas

Quando os socialistas chegaram ao poder em 2015, conseguiram apoio parlamentar de duas siglas de esquerda, o Bloco de Esquerda e os Comunistas. Na pesquisa Multidados elas têm 14,7% e 5,6% de apoio, respectivamente, e na enquete da semana passada da Pitagorica apareceram com 9,2% e 6,8%.

Um fiel da balança em potencial é o partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN), que, de acordo com a pesquisa, ficará com 7,9% dos votos em outubro. Recentemente o PAN conquistou um assento no Parlamento europeu.

Os institutos de pesquisa entrevistaram 800 pessoas entre 18 e 28 de julho, e as sondagens têm uma margem de erro de 3,5%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *