Possível corrupção na Secom entra na mira da Justiça Federal

Wajngarten foi citado na CPMI das Fake News, como suspeito de contribuir para a divulgação de notícias falsas na campanha eleitoral

Desde o momento em que o chefe da Secom assumiu a pasta, em abril de 2019, as emissoras Record e Band, para quais a FW Comunicação presta serviços publicitários, têm recebido fatias das verbas públicas cada vez maiores. Assim como o SBT, que foi cliente da empresa de Wajngarten até o primeiro semestre do ano passado.

Continue lendo

Em dia de nova denúncia, Bolsonaro usa desculpa para negar entrevistas

A fuga do mandatário dos holofotes ocorre no momento em que o comerciante Renato Bolsonaro, irmão do presidente, tem atuado como mediador informal de demandas de prefeitos do Estado de São Paulo, interessados em verbas federais para obras e investimentos. Ao evitar a imprensa, Bolsonaro não respondeu às perguntas acerca desta nova denúncia.

Continue lendo