Maia tenta assegurar reeleição ao rejeitar crimes de Bolsonaro

Ainda na entrevista, Rodrigo Maia também afirmou que a Operação Lava Jato é uma “operação política” e que cabe ao procurador-Geral da República, Augusto Aras, junto à Corregedoria e ao próprio Conselho Nacional do Ministério Público tomar decisões que, segundo ele, não foram tomadas no passado.

Continue lendo