China concorda com os Estados Unidos sobre cancelar tarifas em fases

Em meio a uma guerra comercial, para ministro, o cancelamento das tarifas era uma condição importante para qualquer acordo

A China e os Estados Unidos concordaram em cancelar em fases as tarifas adotadas durante sua guerra comercial, disse o Ministério do Comércio da China nesta quinta-feira, sem especificar um cronograma. A expectativa é de que um acordo comercial provisório entre EUA e China inclua uma promessa dos EUA de retirar as tarifas marcadas para entrar em vigor em 15 de dezembro sobre cerca de US$ 156 bilhões em importações chinesas, incluindo celulares, laptops e brinquedos.

Continue lendo

China pressiona Estados Unidos por mais recuos em tarifas

A China está pressionando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a remover mais tarifas impostas em setembro como parte da “fase um” de um acordo comercial entre EUA e China, disseram fontes familiarizadas com as negociações na segunda-feira. Uma autoridade norte-americana disse que o futuro das tarifas de 15 de dezembro está sendo considerado parte das negociações e de uma possível viagem para a assinatura este mês.

Continue lendo

China nega ‘fadiga de promessas’ sobre abertura da economia

Não há “fadiga de promessas” nos esforços da China para abrir sua economia a empresas estrangeiras, disse o governo nesta segunda-feira, às vésperas de uma feira de importação de uma semana, após a União Europeia dizer que a China precisa fazer melhorias rápidas e substanciais. A UE, maior parceira comercial da China, disse na semana passada, antes da feira de Xangai, que havia o risco de “fadiga de promessas”, instando a China a mostrar “mais ambição e esforço genuíno para reequilibrar condições de concorrência equitativas”.

Continue lendo

Acordo comercial entre China e EUA está bem, afirma secretário

A “fase 1” de um acordo comercial entre Estados Unidos e China parece estar bem e deve ser assinada em meados de novembro, embora uma data definida ainda seja dúvida, afirmou nesta sexta-feira o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross. O presidente dos EUA, Donald Trump, e outras autoridades do governo esperavam que a cúpula da Apec em 11 a 17 de novembro fosse um possível local para assinar o contrato com o presidente chinês, Xi Jinping.

Continue lendo