Vendas no varejo recuam, em reforço a crise mais prolongada

Os consumidores estão cada vez mais deprimidos, diante da crise econômica mais prolongada em uma década

“Em maio último, as vendas reais do varejo restrito ficaram no negativo, registrando -0,1% frente ao mês anterior já descontados os efeitos sazonais. Variações muito próximas da estagnação (isto é, de 0%) é o que tem marcado a sequência de resultados deste o início do ano”, avalia a área de Análise do Instituto IEDI.

Continue lendo