Shell anuncia corte em massa de funcionários, ao redor do mundo

CEO global da Shell, o holandês Ben van Beurden promove o redirecionamento da companhiaCEO global da Shell, o holandês Ben van Beurden promove o redirecionamento da companhia

A Royal Dutch Shell, que tinha 83 mil empregados ao final de 2019, disse que a reorganização levará a economias adicionais de entre US$ 2 e US$ 2,5 bilhões até 2022, indo além de cortes de US$ 3 a US$ 4 bilhões anunciados mais cedo, neste ano. No mês passado a empresa lançou uma ampla revisão de seus negócios para cortar custos e se preparar para a reestruturação das operações.

Continue lendo

Serviços voltam a patinar, para surpresa de analistas econômicos

Ante julho de 2018, a alta foi de 1,8%, maior taxa para o mês, nessa base de comparação, desde 2014

Essas perdas, no entanto, somam-se à queda recorde de 11,9% em abril, chegando ao quarto mês seguido de contração, embora os efeitos da pandemia só tenham sido registrados a partir do final de março, pesando sobre uma atividade que já vinha mostrando dificuldades em engrenar uma recuperação. Nos quatro meses seguidos de retração, o setor de serviços acumula perda de 19,7%.

Continue lendo