Guerra tarifária de Trump derruba principal bolsa de valores dos EUA

O nervosismo tomou conta dos operadores da Bolsa de Valores de Nova York, nesta terça-feira, após o discurso de Trump

A bolsa paulista, por sua vez, seguia nesta terça-feira com viés positivo, após divulgação de dados acima do esperado para o crescimento da economia brasileira no terceiro trimestre, enquanto novos movimentos do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, relacionados ao comércio global minavam a confiança de investidores no exterior. Às 10h10, o Ibovespa subia 0,16%, a 109.105,89 pontos.

Continue lendo

China concorda com os Estados Unidos sobre cancelar tarifas em fases

A China e os Estados Unidos concordaram em cancelar em fases as tarifas adotadas durante sua guerra comercial, disse o Ministério do Comércio da China nesta quinta-feira, sem especificar um cronograma. A expectativa é de que um acordo comercial provisório entre EUA e China inclua uma promessa dos EUA de retirar as tarifas marcadas para entrar em vigor em 15 de dezembro sobre cerca de US$ 156 bilhões em importações chinesas, incluindo celulares, laptops e brinquedos.

Continue lendo

China pressiona Estados Unidos por mais recuos em tarifas

A China está pressionando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a remover mais tarifas impostas em setembro como parte da “fase um” de um acordo comercial entre EUA e China, disseram fontes familiarizadas com as negociações na segunda-feira. Uma autoridade norte-americana disse que o futuro das tarifas de 15 de dezembro está sendo considerado parte das negociações e de uma possível viagem para a assinatura este mês.

Continue lendo

China nega ‘fadiga de promessas’ sobre abertura da economia

A China também tem sido criticada por fazer promessas de abrir seu mercado e não cumpri-las

Não há “fadiga de promessas” nos esforços da China para abrir sua economia a empresas estrangeiras, disse o governo nesta segunda-feira, às vésperas de uma feira de importação de uma semana, após a União Europeia dizer que a China precisa fazer melhorias rápidas e substanciais. A UE, maior parceira comercial da China, disse na semana passada, antes da feira de Xangai, que havia o risco de “fadiga de promessas”, instando a China a mostrar “mais ambição e esforço genuíno para reequilibrar condições de concorrência equitativas”.

Continue lendo

Acordo comercial entre China e EUA está bem, afirma secretário

A “fase 1” de um acordo comercial entre Estados Unidos e China parece estar bem e deve ser assinada em meados de novembro, embora uma data definida ainda seja dúvida, afirmou nesta sexta-feira o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross. O presidente dos EUA, Donald Trump, e outras autoridades do governo esperavam que a cúpula da Apec em 11 a 17 de novembro fosse um possível local para assinar o contrato com o presidente chinês, Xi Jinping.

Continue lendo

China tem dúvidas sobre acordo comercial com os EUA

Autoridades chinesas têm dúvidas sobre se será possível alcançar um acordo comercial abrangente de longo prazo com os EUA e o presidente Donald Trump, informou a Bloomberg nesta quinta-feira, citando fontes anônimas. Autoridades chinesas disseram a visitantes e em outras conversas privadas que a China não vai ceder nas questões mais espinhosas.

Continue lendo

Dólar registra queda contra moeda brasileira

O dólar operava em queda contra o real nesta quinta-feira, em dia em geral de fraqueza da moeda norte-americana no exterior, com agentes do mercado ainda reagindo ao anúncio de um acordo do Brexit entre o Reino Unido e a União Europeia.

Continue lendo