Defesa garante que nada pode impedir ou protelar liberdade de Lula

Segundo o advogado, Lula considera que a decisão do STF deu uma “luz de esperança” de que possa haver Justiça no caso dele

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva espera que seja expedido rapidamente o alvará de soltura do petista após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a prisão depois de condenação em segunda instância, e considera que qualquer ato protelatório teria motivação política, disse nesta sexta-feira o advogado de defesa Cristiano Zanin.

Continue lendo

Bolsonaro diz que não seria presidente sem Moro na Lava Jato

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira que não estaria onde está agora se o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, não tivesse cumprido bem a missão quando era juiz responsável pela operação Lava Jato. Moro foi o responsável por condenar em primeira instância o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que era líder das pesquisas antes de ser proibido de disputar a eleição de 2018.

Continue lendo

Julgamento sobre o caso do sítio de Atibaia é suspenso

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acatou, em decisão publicada nesta terça-feira, um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e determinou a suspensão do julgamento sobre o caso do sítio de Atibaia, marcado para esta quarta-feira no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Continue lendo

Prêmio Nobel da Paz visita Lula nesta semana

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá nesta quinta-feira a visita de Kailash Satyarthi, ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2014. Ativista pelos direitos das crianças, o indiano já se encontrou com Lula outras vezes quando o ex-presidente estava em liberdade.

Continue lendo

“Eu estou interessado na minha inocência”, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimiza o julgamento que entra nesta quinta-feira na pauta do Supremo Tribunal Federal. O STF começa a julgar Ações de Declaração de Constitucionalidade (ADCs) que contestam a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. A decisão pode resultar na libertação de Lula que pede à Corte anule a condenação sem crime e sem provas e consolide sua condição de inocente.

Continue lendo