TIM oferece acesso gratuito a aplicativos para impulsionar dados

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 3 de maio de 2018 as 14:50, por: CdB

O movimento da TIM demonstra como a empresa, assim como concorrentes como a Telefônica Brasil, está trabalhando para atrair clientes para seus planos de dados pós-pagos

Por Redação, com Reuters – de São Paulo:

A operadora de telecomunicações TIM vai oferecer acesso ilimitado a diversos aplicativos, enquanto continua expandindo suas operações no segmento de dados, informou a empresa nesta quinta-feira.

A operadora de telecomunicações TIM vai oferecer acesso ilimitado a diversos aplicativos

A companhia disse que os clientes de múltiplos planos de dados poderão acessar Facebook, Instagram, WhatsApp, Messenger, Waze e o aplicativo EasyTaxi de forma ilimitada, sem que o tráfego de dados seja descontado da franquia de Internet. As chamadas de voz via WhatsApp e Messenger também não serão descontados da franquia de dados.

O movimento da TIM demonstra como a empresa, assim como concorrentes como a Telefônica Brasil, está trabalhando para atrair clientes para seus planos de dados pós-pagos.

As mudanças são automáticas para usuários dos planos TIM Black e Controle a partir desta quinta-feira e para os usuários TIM Pré a partir de 15 de maio.

Nokia

A Nokia informou que planeja vender seu pequeno negócio de saúde digital; incluindo rastreadores de atividades e smartwatches, para um dos fundadores do empreendimento.

A saúde digital era uma das áreas com as quais a Nokia contava para futuras oportunidades de crescimento em meio a um mercado difícil; para seu principal negócio de equipamentos para redes de telecomunicações. Mas o empreendimento não conseguiu atender às expectativas de crescimento; mostrou um memorando interno em fevereiro, depois que a Nokia iniciou uma revisão estratégica do negócio.

Na quarta-feira, a empresa finlandesa disse que entrou em negociações exclusivas com Eric Carreel; cofundador e ex-presidente do negócio de saúde digital, a Withings, uma empresa francesa que a Nokia comprou em 2016 em sua primeira incursão no mercado.

 O acordo que deve ser fechado no final do segundo trimestre de 2018, disse a Nokia em um comunicado, sem indicar o preço de venda.
 
A Nokia pagou 170 milhões de euros (US$ 204 milhões) pela Withings, mas no ano passado fez uma baixa contábil de 141 milhões de euros do ágio.

As vendas totais da Nokia caíram 3 %  no ano passado, para cerca de 23 bilhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *