OMS: não transformem a covid-19 em um ‘futebol político’, pede especialista

Arquivado em: África, América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 17 de setembro de 2020 as 14:51, por: CdB

O principal especialista em emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), quando indagado nesta quinta-feira a respeito dos comentários contraditórios de Trump, e de autoridades de saúde norte-americanas sobre a covid-19, disse que é importante que todos os países tenham uma “mensagem coerente” para seu público.

Por Redação, com Reuters – de Genebra

O principal especialista em emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), quando indagado nesta quinta-feira a respeito dos comentários contraditórios do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e de autoridades de saúde norte-americanas sobre a covid-19, disse que é importante que todos os países tenham uma “mensagem coerente” para seu público.

Mike Ryan durante entrevista coletiva da OMS em Genebra
Mike Ryan durante entrevista coletiva da OMS em Genebra

Na quarta-feira, Trump implicou com comentários do diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, Robert Redfield, que disse que uma vacina pode ser distribuída em larga escala em meados de 2021 e que máscaras podem ser mais eficientes.

Em uma entrevista coletiva, Trump disse acreditar que uma vacina será disponibilizada muito antes e que convocou Redfield após seu depoimento para questioná-lo a respeito, acrescentando que o diretor pareceu ter ficado confuso com a pergunta.

– É importante que tenhamos uma mensagem coerente de todos os níveis, e não é de um país ou uma entidade; uma mensagem coerente entre ciência e entre governos – disse Mike Ryan, da OMS, em resposta a uma pergunta sobre a conversa.

A ciência a respeito do coronavírus

A ciência a respeito do coronavírus é “uma coisa complicada”, já que dados e novos indícios ainda estão surgindo, disse Ryan. “Então não é fácil, e não é fácil para ninguém se ater à mensagem o tempo inteiro.”

– O que é importante é que governos, instituições científicas, deem um passo atrás, analisem os indícios e deem as informações mais abrangentes e fáceis de entender e digerir para que as pessoas possam adotar a ação adequada – disse.

Ryan, um veterano de surtos de ebola na África e de outras epidemias, disse que as autoridades precisam se envolver com as comunidades para tratar de suas aflições.

– A confusão é compreensível, sua preocupação é compreensível, sua apreensão é compreensível. E não rir disso e não fazer disso um tipo de futebol político – acrescentou.

Maria Van Kerkhove, a principal autoridade técnica da OMS sobre a covid-19, disse que a agência recomendou um pacote abrangente de medidas, como o distanciamento social, para evitar a disseminação do vírus.

– As máscaras são parte dele – acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *