Trump ignora críticas e comanda celebrações do feriado de 4 de Julho

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 4 de julho de 2019 as 12:31, por: CdB

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comandou as comemorações do feriado de 4 de Julho, Dia da Independência, nesta quinta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comandou as comemorações do feriado de 4 de Julho, Dia da Independência, nesta quinta-feira, com um discurso sobre patriotismo e uma demonstração de poderio militar que críticos dizem ser uma politização de uma data importante e um desperdício de dinheiro dos contribuintes.

Tanque em frente ao Memorial Lincoln em Washington

Trump, republicano que admira as exibições de orgulho nacional e força militar da França, minimizou as preocupações com o custo e os tons militaristas do evento em Washington, que acontecerá diante do Memorial a Lincoln e contará com fogos de artifício, um sobrevoo do Força Aérea Um e um desfile de tanques.

Democratas acusam o presidente de realizar um comício eleitoral. Embora a Casa Branca tenha dito que seus comentários não serão de natureza política, o presidente tem o hábito de se desviar do enredo com ataques partidários contundentes mesmo em eventos que não deveriam ser abertamente políticos.

– Teremos um grande Quatro de Julho em Washington, D.C. Será sem igual – disse Trump aos repórteres no início desta semana no Salão Oval. Indagado se poderia fazer um discurso que represente todos os norte-americanos, ele disse acreditar que poderia e depois atacou as diretrizes democratas para a saúde e os impostos.

Os voos serão suspensos

Os voos serão suspensos no vizinho Aeroporto Nacional Reagan das 18h15 às 19h45, e novamente mais tarde para as festividades.

Grupos políticos republicanos receberam ingressos preferenciais para o discurso de Trump, e o jornal Washington Post noticiou que o Serviço Nacional de Parques destinou 2,5 milhões de dólares em ingressos de parques para ajudar a financiar o evento.

– Ao invés de tratar de algo como a falta de moradias para veteranos, ele está gastando para afagar seu ego com uma parada que é fundamentalmente a respeito dele e depois colocar ingressos nas mãos de doadores ricos do Partido Republicano. Que desperdício de dinheiro – disse o presidenciável democrata

Julian Castro no programa This Morning, da CBS, na quarta-feira.

Crítica

Também pré-candidato presidencial democrata, o senador Bernie Sanders igualmente fez sua crítica: “Isto é o que autoritários fazem: @realDonaldTrump está tirando 2,5 milhões de dólares de nosso Serviço Nacional de Parques para se glorificar com um espetáculo de tanques militares atravessando Washington”, tuitou.

Trump relativizou o gasto.

“O custo de nossa grande saudação à América amanhã será muito pequeno comparado ao que ela vale”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *