Turquia diz que ação contra milícia curda na Síria será breve

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 22 de janeiro de 2018 as 10:39, por: CdB

Forças turcas e seus aliados rebeldes sírios começaram seus esforços para retirar combatentes da YPG da região no sábado, abrindo uma nova frente na guerra civil

Por Redação, com Reuters – de Hassa, Turquia:

A Turquia bombardeou alvos no norte da Síria nesta segunda-feira e disse que sua operação contra combatentes curdos da milícia YPG que controlam a região de Afrin, que já dura três dias, será concluída rapidamente.

Ancara considera a YPG uma organização terrorista com laços com militantes separatistas curdos na Turquia

Forças turcas e seus aliados rebeldes sírios começaram seus esforços para retirar combatentes da YPG da região no sábado; abrindo uma nova frente na guerra civil da Síria, apesar de pedidos de restrição por parte dos Estados Unidos; que forneceram armas à milícia YPG.

YPG

Ancara considera a YPG uma organização terrorista com laços com militantes separatistas curdos na Turquia; e tem estado irritada com o apoio norte-americano aos combatentes.

Washington, que está apoiando a milícia na batalha contra o Estado Islâmico na Síria; disse no domingo estar preocupado com a situação.

Entretanto, Mehmet Simsek, vice-primeiro-ministro turco que supervisiona questões econômicas no governo; minimizou o potencial de uma campanha militar nociva e extensa.

– Nossos investidores devem ficar tranquilos, o impacto será limitado; a operação será breve e irá reduzir o risco de terrorismo para a Turquia no período adiante – disse Simsek durante cerimônia em Ancara.

Luta

A ação de domingo marcou o segundo dia de luta depois que Ancara abriu uma nova frente na guerra síria que já dura quase sete anos. Sob o que o governo turco chamou de “Operação Olive Branch”; ataques aéreos turcos neste sábado atingiram posições da YPG em Afrin.

A Turquia está mirando a milícia apoiada pelos Estados Unidos em um momento; em que os laços com o aliado Washington parecem perto do ponto de ruptura.

A Turquia vê o YPG como uma extensão do proibido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK); que realizou uma insurgência mortal de três décadas no sudeste turco principalmente curdo. Os Estados Unidos estão apoiando o YPG na Síria; vendo isso como um parceiro efetivo na luta contra o Estado Islâmico.

Operação

– A Operação Olive Branch está acontecendo como planejado, e a operação terrestre começou – disse o exército turco, o segundo maior da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). O primeiro-ministro Binali Yildirim disse que a operação criaria uma “zona segura” de 30 km; de acordo com o jornal HaberTurk.

As facções rebeldes do exército sírio livre apoiadas pela Turquia capturaram uma aldeia curda sem resistência e estavam limpando minas terrestres, disse um funcionário turco.

O YPG disse que havia repelido as forças turcas.

– Todos os ataques dos militares turcos contra Afrin foram repelidos até agora e eles foram forçados a recuar – afirmou Nouri Mahmoudi, membro do YPG. Desde a manhã; os combatentes trocaram bombardeios e entraram em confronto ao longo de várias linhas de frente em torno de Afrin, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *