Uefa confia que teste positivo de covid-19 não afetará jogo entre City e Real Madrid

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 29 de julho de 2020 as 13:07, por: CdB

O órgão de administração do futebol europeu diz estar confiante de que o confronto entre o Real Madrid e o Manchester United na Liga dos Campeões seguirá em frente como planejado, apesar de um dos jogadores da equipe espanhola ter testado positivo para covid-19.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O órgão de administração do futebol europeu diz estar confiante de que o confronto entre o Real Madrid e o Manchester United na Liga dos Campeões seguirá em frente como planejado na próxima semana, apesar de um dos jogadores da equipe espanhola ter testado positivo para covid-19.

Partida entre Real Madrid e Manchester City
Partida entre Real Madrid e Manchester City

O Real confirmou na terça-feira que o atacante Mariano Díaz testou positivo, colocando dúvidas sobre sua participação no jogo de 8 de agosto no Etihad Stadium.

“A Uefa está em contato com o clube e acompanha a situação e as decisões das autoridades espanholas relevantes”, afirmou a instituição em comunicado à imprensa britânica.

“Estamos confiantes de que este caso não afetará a realização da partida em questão.”

Manchester City

O Real foi derrotado pelo Manchester City por 2 a 1 no jogo de ida das oitavas de final, antes de a competição ser suspensa em março.

A Espanha tem registrado um aumento nos casos positivos de covid-19, com milhares de novas infecções diariamente na semana passada, elevando sua contagem para mais de 298 mil casos.

Premier League

É improvável que as instalações esportivas da Inglaterra consigam sinal verde para ter presença total da torcida neste ano, e toda a temporada da Premier League 2020-21 pode ser disputada com público reduzido, disse um consultor do governo.

O governo britânico anunciou planos este mês para permitir espectadores em eventos selecionados para testar novas diretrizes.

O críquete foi o primeiro esporte a receber espectadores, com 1.000 torcedores assistindo a um amistoso entre Surrey e Middlesex no The Oval, no domingo. O Campeonato Mundial de Snooker no Crisol e o festival de corridas de cavalos Goodwood também são eventos-teste.

– Eu ficaria muito surpreso se pudéssemos ter estádios completos este ano – disse à agência britânica de notícias BBC James Calder, que faz parte do grupo de trabalho esportivo com autoridades do governo e da saúde para estabelecer protocolos sobre o retorno dos esportes.

– Realisticamente, acho que provavelmente precisará de uma vacina e também uma alta taxa de aceitação dessa vacina antes que possamos realmente ver estádios com capacidade total.

Calder afirmou que é possível que a nova temporada de futebol seja disputada diante de público reduzido.

Segundo ele, estão sendo realizadas experiências para determinar se gritar e cantar nos estádios pode levar a um maior risco de transmissão do vírus.

– Agora, se não houver uma disseminação grande de gotículas, podemos manter o distanciamento social que estabelecemos para…o Crisol e o Oval – disse ele.

– Mas se for um problema, precisamos repensar o distanciamento social dentro dos estádios, e isso se torna muito difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *