Universíade de Verão: nadador conquista sexto pódio do Brasil 

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 9 de julho de 2019 as 14:39, por: CdB

Marco Antônio completou a prova em 48 segundos e 57 centésimos, ficando atrás apenas dos americanos Zachary Apple (48’01”) e Tate Jackson (48’29”).

Por Redação, com ABr – de Nápoles

O nadador Marco Antônio Júnior conquistou na segunda-feira a medalha de bronze na prova de 100 metros nado livre e levou o Brasil ao sexto pódio na Universíade de Verão, em Nápoles, na Itália.

Marco Antônio Júnior ganhou bronze na prova de 100 metros nado livre

Marco Antônio completou a prova em 48 segundos e 57 centésimos, ficando atrás apenas dos americanos Zachary Apple (48’01”) e Tate Jackson (48’29”). Outro brasileiro na final, Felipe Ribeiro terminou em quinto lugar, com 48’94”.

A medalha de bronze foi a segunda que o nadador de 21 anos conquistou na Universíade. No fim de semana, ele e Felipe Ribeiro fizeram parte do quarteto que ganhou a medalha de prata no revezamento 4×100 nado livre. Luiz Gustavo Borges e Gabriel Ogawa completaram o time.

Além das duas medalhas na natação, o Brasil já conquistou três bronzes no judô e um na ginástica artística na Universíade de 2019.

O país está em 24º lugar no quadro de medalhas, que segue liderado pelo Japão, com 19 ouros, 12 pratas e 12 bronzes. China e Estados Unidos estão em segundo e terceiro, respectivamente.

Medalha

O Brasil conquistou na segunda-feira a quinta medalha na Universíade de Nápoles, na Itália. O bronze no pódio foi do ginasta Luís Guilherme Porto, no salto sobre a mesa, prova em que o atleta pega velocidade, salta apoiando as duas mãos sobre uma mesa e realiza um salto com acrobacias.

Luís fez a mesma pontuação que o bielorruso Yahor Sharamkou, mas perdeu a prata pelo critério de desempate. O ouro ficou com o sul-coreano Kim Hansol.

O Brasil conquistou outras três medalhas de bronze no judô, com Gustavo Assis, Sibilla Mariana e Willian Lima.

Outra modalidade em que o país subiu ao pódio foi a natação, com a prata de Luíz Gustavo Borges, Gabriel Ogawa, Felipe de Souza e Marco Antônio Junior, no revezamento 4×100.

Sede da próxima olimpíada, em 2020, o Japão está em primeiro lugar no quadro de medalhas da Universíade, com 19 ouros, 11 pratas e 10 bronzes. A China está em segundo lugar, com 14 ouros, cinco pratas e nenhum bronze.

Os americanos estão na terceira posição, com 11 ouros, cinco pratas e sete bronzes. Com as medalhas conquistadas até agora, o Brasil está no 24ª lugar, e é o país sul-americano mais bem colocado no quadro geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *