Venezuela realiza exercício militar para elevar plano de defesa

Arquivado em: América do Norte, América Latina, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 9 de março de 2020 as 11:08, por: CdB

O plano consiste em detectar ameaças internas ou externas, de modo que as unidades dos serviços de combate estejam alerta para garantir a defesa do país, ressaltou Ceballos.

Por Redação, com Sputnik – de Caracas

As Forças Armadas da Venezuela realizaram a segunda fase do exercício cívico-militar Escudo Bolivariano 2020.

As Forças Armadas da Venezuela realizaram a segunda fase do exercício cívico-militar Escudo Bolivariano 2020
As Forças Armadas da Venezuela realizaram a segunda fase do exercício cívico-militar Escudo Bolivariano 2020

– Este exercício nos permite analisar as realidades deste assédio, sobre esta grande nação, estes exercícios permitirão elevar a prontidão operacional, testar e elevar todos os planos de defesa da República Bolivariana da Venezuela projetados pelo comando estratégico operacional –afirmou o chefe do Comando Estratégico Geral, Remigio Ceballos.

Seguindo instruções do Sr. Presidente e Comandante-Chefe das Forças Armadas da Venezuela, Nicolás Maduro, iniciamos uma segunda fase do exercício cívico-militar Escudo Bolivariano 2020 para continuar a garantir a paz e nossa plena soberania sobre todo o território nacional. Sucesso e vamos em frente!

O plano consiste em detectar ameaças internas ou externas, de modo que as unidades dos serviços de combate estejam alerta para garantir a defesa do país, ressaltou Ceballos.

Além disso, ele explicou que os militares serão destacados às ruas para realizar exercícios de resistência nas cidades.

O terrorismo

No dia 28 de fevereiro, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou que os exercícios militares começariam sem aviso prévio no país para combater o terrorismo impulsionado pelos colombianos e norte-americanos.

Os primeiros exercícios militares deste ano, denominados Escudo Bolivariano 2020, foram realizados nos dias 15 e 16 de fevereiro, contando com mais de 2 milhões de civis com treinamento militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *