Wada recomenda que COI use frascos como os dos Jogos do Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018 as 15:04, por: CdB

Segundo indicou em um comunicado, a Wada se dirigiu a todas as associações antidoping e aos laboratórios credenciados para assegurar que todos tenham ciência da situação atual

Por Redação, com EFE – de Londres/Nova York:

A Agência Mundial Antidoping (Wada) recomendou ao COI que utilize para os controles nos Jogos de PyeongChang frascos como os empregados nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, perante as deficiências detectadas nos modelos que seriam utilizados na Coreia do Sul.

Wada recomenda que COI use frascos como os dos Jogos do Rio

A Wada admitiu nesta semana que abriu uma investigação sobre a nova geração do “Bereg-Kit”; fabricado pela empresa suíça Berlinger Special AG e usado desde setembro de 2017; perante a denúncia do laboratório de Colônia de que estes, apesar de serem selados após o uso, podem ser abertos depois de congelados.

Enquanto são esperados os resultados da investigação; a Wada optou por recomendar ao COI que para os Jogos de PyeongChang utilize um modelo anterior do “Bereg-Kit”; como o usado nos Jogos do Rio 2016; e anunciou que há material suficiente para o programa de doping iniciado na cidade sul-coreana.

– Isto pode ser considerado uma medida de precaução para garantir a integridade do processo de controle dos Jogos – declarou o diretor-geral da Wada, o suíço Olivier Niggli.

Segundo indicou em um comunicado, a Wada se dirigiu a todas as associações antidoping; e aos laboratórios credenciados para assegurar que todos tenham ciência da situação atual.

A entidade também anunciou que “seguirá recopilando informação e buscando soluções tanto com outras firmas como com a Berlinger; que já acordou restabelecer a produção do modelo de 2016 enquanto desenvolve outro”.

EUA

A federação de ginástica dos Estados Unidos, USA Gymnastics, informou na quarta-feira; que recebeu um pedido de renúncia de todos os integrantes de sua Junta Diretiva, conforme exigiu o Comitê Olímpico dos EUA (USOC, na sigla em inglês).

O USOC exigiu há alguns dias a renúncia dos integrantes da junta diretiva da federação depois; que foi anunciada condenação em Michigan do ex-médico da equipe nacional de ginástica Larry Nassar, de 40 a 175 anos de prisão; por abusar de jovens ginastas em um julgamento no; qual foram apresentados testemunhos extremamente fortes de 160 de suas vítimas ao longo de 20 anos.

Nassar já tinha sido condenado a 60 anos de prisão por posse de pornografia infantil.

Através de um comunicado, a USA Gymnastics agradece aos integrantes da Junta Diretiva os serviços prestados. “Estamos agradecidos pelo tempo e pelos esforços; que cada um dedicou à ginástica nos Estados Unidos”, indicou a federação.

– Estamos no processo de avançar com a formação de uma Junta Diretiva interina durante o mês de fevereiro; de acordo com os requisitos do USOC. A USA Gymnastics proporcionará informação sobre este processo nos próximos dias – acrescentou a instituição em sua nota.

A USA Gymnastics detalhou que não só aceita as mudanças necessárias; como as exigidas pelo USOC, mas que também manterá à “organização nos mais alto padrão de cuidado e segurança para o desenvolvimento de uma cultura de fortalecimento para seus atletas e integrantes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *