Waymo pede que EUA removam barreiras regulatórias para veículos autônomos

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 30 de agosto de 2019 as 12:39, por: CdB

Atualmente, as montadoras devem atender a quase 75 padrões de segurança para carros autônomos.

Por Redação, com Reuters – de Washington/Pequim

A Waymo, unidade de automóveis autônomos Alphabet, da controladora do Google, pediu na quinta-feira para a Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Rodovias (NHTSA) para “prontamente” remover as barreiras regulatórias para carros sem volantes e pedais de freio.

Waymo pede que EUA removam barreiras regulatórias para carros autônomos

Atualmente, as montadoras devem atender a quase 75 padrões de segurança para carros autônomos, muitos deles escritos sob a premissa de que um motorista está no comando do veículo usando os controles tradicionais.

A NHTSA tem dificuldades há mais de três anos com a forma de abordar esses requisitos, enquanto documentos de grandes empresas nesta semana lançam luz sobre questões complexas que envolvem testes, aquisições e avaliações de veículos autônomos.

“A NHTSA deve agir rapidamente para remover barreiras e garantir a segurança”, disse a Waymo em uma carta publicada na quinta-feira depois que a agência de segurança automotiva solicitou comentários públicos em maio “sobre a remoção de barreiras regulatórias desnecessárias à introdução segura de sistemas de direção automatizados”.

A NHTSA

A NHTSA deve primeiro abordar os padrões de segurança que assumem que um humano está ao volante antes de revisar as regras para abordar configurações alternativas de assentos, disse a Waymo.

Isso “permitirá a implantação oportuna” de veículos sem controles manuais, acrescentou a Waymo.

Tesla

A China isentará os veículos elétricos da Tesla de um imposto de aquisição, informou o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação (MIIT), em seu site.

Atualmente, a China cobra um imposto de 10% sobre a venda de cada veículo. A medida pode reduzir o custo de compra de um carro da Tesla em até 99 mil iuanes (US$ 13.957,82), de acordo com um post na conta do WeChat da Tesla.

Dezesseis variantes – todos os modelos da Tesla vendidos no país – estão listadas no documento emitido pelo MIIT, incluindo os modelos S, X e 3. Não foi dada nenhuma razão para a decisão de excluir os carros do imposto.

A fabricante de veículos elétricos dos EUA está construindo uma fábrica em Xangai, a primeira fábrica no exterior da empresa.

Ela deve iniciar a produção até o final do ano e a Tesla disse que deve poder produzir 3 mil veículos Model 3 por semana em suas fases iniciais.

A fábrica está programada para ter capacidade anual de 250 mil veículos após a adição da produção do Model Y.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *