Nos 41 anos do PT, disposto retomar a campanha, Lula espera apenas pela vacina

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021 as 16:19, por: CdB

“Quando eu tomar a vacina, vocês podem ter certeza que vamos nos reencontrar por esse país!”, escreveu o ex-presidente, em sua conta no Twitter. A mensagem do ex-presidente acontece no contexto em que o governo Jair Bolsonaro (sem partido) ainda encontra dificuldades para coordenar as medidas de prevenção à pandemia. 

Por Redação – de São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está mais animado do que nunca para retomar a campanha presidencial interrompida em 2016 pela prisão decretada no âmbito da Operação Lava Jato. Com a derrota do ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, no Supremo Tribunal Federal (STF), Lula afirmou nesta quinta-feira, em um microblog, que voltará  percorrer o país assim que tomar a vacina contra a covid-19.

Líder do PT, Lula tem uma chance real de voltar ao cenário político em uma nova candidatura
Líder do PT, Lula tem uma chance real de voltar ao cenário político em uma nova candidatura

“Quando eu tomar a vacina, vocês podem ter certeza que vamos nos reencontrar por esse país!”, escreveu o ex-presidente, em sua conta no Twitter. A mensagem do ex-presidente acontece no contexto em que o governo Jair Bolsonaro (sem partido) ainda encontra dificuldades para coordenar as medidas de prevenção à pandemia.

Na noite passada, ao lembrar os 41 anos do PT, o ex-presidente disse ser necessário “despertar o povo desta anestesia coletiva que a sociedade foi tomada, manipulada pelos meios de comunicação”.

— Não é possível ver um país com tudo que conquistamos chegar ao processo de degradação que estamos vivendo por causa de um genocida que não pensa no Brasil. Só pensa nele, na família dele. O que ele vai fazer a gente não sabe, mas nós temos de saber o que fazer: vamos à luta. Ou esse povo reage, ou vai ser vítima de coisas muito piores — disse Lula, numa crítica direta ao presidente Bolsonaro.

Povo trabalhador

Com a participação de líderes de partidos de esquerda e de movimentos sociais do Brasil e no mundo, governadores, novos líderes da legenda e figuras históricas, o PT organizou uma comemoração virtual.

Segundo Lula, o Brasil vive um momento em que não houve uma única melhora, em nenhum setor do país, desde a eleição de Bolsonaro.

— A tarefa do PT é muito grande, petista não pode desanimar porque as coisas estão difíceis. Nascemos para falar por aqueles que não têm vez nem voz. Nossa luta não tem fim. Tenho 75 anos. Não sei quanto tempo vou viver. Se minha vontade de viver 120 anos prevalecer, ainda tenho 45 pela frente. Mas se eu tiver um minuto, será dedicado à defesa do povo trabalhador — concluiu.