E se os evangélicos participarem de um golpe?

Por Rui Martins – Nem sempre religião é sinônimo de paz, amor e pacifismo, os cristãos da Idade Média criaram diversas vêzes climas de terror. Se houver tropas nas ruas, golpe com guerra civil, não tenhamos ilusões, os evangélicos do gabinete do ódio usarão as arminhas em nome de Deus, Jeová, Cristo ou Buda.

Continue lendo

Coveiro da Nação ou Coveiro Danação

Por Rui Martins – As últimas previsões são alarmantes, a ponto da Organização Mundial da Saúde temer que o Brasil se torne um foco permanente ou um celeiro aberto do coronavírus fora de controle, uma ameaça constante para os outros países.

Continue lendo

Lula Lá de novo?

Por Rui Martins – Embora existam, no momento, algumas prováveis candidaturas, Lula é o único líder capaz de reunir com o PT as diversas tendências da esquerda. Seus dois mandatos de centro-esquerda, mesclados de centro-direita, durante os quais manteve seus compromissos econômicos com a direita, não assustam.

Continue lendo

Lula, conciliação das elites em marcha

Por Celso Lungaretti – Conciliação das elites em marcha. Sem nenhuma surpresa, Lula evidencia que vai repetir seu papel histórico de 2002. Ou muito me engano, ou será assim que a ópera bufa acabará, com a conciliação de sempre.

Continue lendo

Daniel Silveira e a normalização do ataque à democracia

Por Samuel Barros e Regiane Lucas Garcez – Tudo começou no YouTube. O vídeo foi postado no canal do deputado Daniel Silveira, que possui atualmente 73 mil inscritos. Não foi na TV aberta, não foi no jornalismo impresso. Não nos causa surpresa que este tipo de discurso encontre lugar mais facilmente em ambientes digitais.

Continue lendo

Quando o pastor Malafaia dedura deputados evangélicos

Por Rui Martins – Diante da desobediência, Malafia decidiu concretizar sua ameaça, dando os nomes, por escrito num painel, dos 57 deputados evangélicos, alguns pastores, e pronunciando um a um os nomes dos 13 deputados desobedientes de sua denominação, a Assembléia de Deus.

Continue lendo

Resumo: centrão ganha e Bozo vira Raínha da Inglaterra

Por Celso Lungaretti – Em 20 de fevereiro de 2021, ao negar apoio ao deputado bolsonarista (um louco furioso!) num episódio que poderia inclusive desembocar no novo AI-5 que ele sempre defendeu, o palhaço sinistro (Bozo) arrancou de vez a máscara, assumindo-se como a Raínha da Inglaterra.

Continue lendo