Reflexão necessária em tempos de barragens rompidas

Desde a Grécia Antiga, o pensamento humano segue adiante para garantir a sobrevivência da raça humana

Por Gilberto de Souza – A onda de destruição que se abate sobre o país, com a força do rompimento de uma barragem de rejeitos do pensamento mais tosco e rasteiro de que se tem notícia, em décadas de exercício democrático, haverá de encontrar o remanso do pensamento lógico.

Continue lendo

Algumas coordenadas na guerra na Venezuela

Por Flávio Aguiar – Quase nunca a política externa dos Estados Unidos favoreceu a democracia em algum país em desenvolvimento. E o estado de guerra corrói valores éticos, pois se chega a uma situação de “tudo ou nada”.

Continue lendo

Corrigir o descalabro

Por João Guilherme Vargas Netto – É muito difícil pensar ou escrever sobre a catástrofe de Brumadinho sem indignação. Para aonde se olha o que se vê é desleixo, descuido, irresponsabilidade, conivência, egoísmo, impunidade e avidez de lucro. A lama emporcalha tudo.

Continue lendo

Desastre mais que anunciado

Por Jaime Sautchuk – As barragens de usinas hidrelétricas, mesmo as maiores e mais complexas do país, oferecem um padrão de segurança bem superior aos de lagos de resíduos de minérios. Estes, porém, pela legislação em vigor, deveriam ser temporários.

Continue lendo

Veja, IstoÉ e Época detonam o clã Bolsonaro

Por Altamiro Borges – As quatro principais revistas do país deram capa nesta semana para Flávio Bolsonaro, o filhote do “capetão” Jair, aquele que se elegeu presidente da República posando de ético e que enganou tanto inocente, ou otário, com seu discurso anticorrupção.

Continue lendo