Abalo em viaduto paulista chama atenção para obras no Rio de Janeiro

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, São Paulo
Publicado sexta-feira, 16 de novembro de 2018 as 14:50, por: CdB

A Ponte Rio-Niterói passa por obras de manutenção nas juntas de dilatação. No caso do viaduto paulista, uma dessas juntas cedeu e poderá desabar.

 

Por Redação – do Rio de Janeiro

 

Após o incidente com um viaduto, na capital paulista, aumentou o interesse dos cariocas quanto às pontes e viadutos que ligam a cidade aos seus principais bairros e cidades vizinhas. A Ponte Rio-Niterói é uma das vias que trazem mais apreensão aos usuários.

Pilares da Ponte Rio-Niterói têm sofrido desgastes, segundo vídeo feito por pescadores
Pilares da Ponte Rio-Niterói têm sofrido desgastes, segundo vídeo feito por pescadores

Apenas neste feriadão, segundo a concessionária Ecoponte, cerca de 1,1 milhão de veículos trafegarão nos dois sentidos da Ponte. A expectativa de maior movimento para Niterói e Região dos Lagos será na quarta-feira, com a passagem de aproximadamente 96 mil veículos. Para a volta, terça e quarta-feira serão os dias de maior movimento, com 171 mil carros em direção ao Rio.

Ainda segundo a concessionária, a Ponte passa por obras de manutenção nas juntas de dilatação. No caso do viaduto paulista, uma dessas juntas cedeu e poderá desabar, segundo avaliam os engenheiros paulistas.

Degradação

No caso da principal ligação entre o Rio e Niterói, as intervenções implicarão em interdições de até duas faixas de rolamento nos horários de menor movimento, durante a madrugada, em ambos os sentidos. As intervenções tiveram início em julho e vão até dezembro deste ano e prometem minimizar uma reclamação recorrente: os solavancos provocados quando os veículos passam sobre as juntas.

Um vídeo, que circula nas redes sociais, no entanto, aponta a degradação da estrutura dos principais pilares da Ponte. Encaminhado pela reportagem do Correio do Brasil à concessionária, ainda na semana passada, até o fechamento desta matéria não houve qualquer pronunciamento por parte da empresa.

Assista, adiante, ao vídeo com a denúncia:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *